adoção

A palavra adoção possui uma classificação gramatical como sendo substantivo feminino. Ademais, referida palavra possui 6 letras, dentre elas vogais e consoantes. As vogais são: a, o. Já as consoantes são: d, ç. Por outro lado, dita palavra pode ser escrita de outro modo, ou seja, ao contrário, ficando assim: oãçoda. Além disso, dita palavra é classificada como termo utilizado para referir se ao efeito de assumir civilmente um filho o qual os pais não são biológicos.Significado de adoção

Adoptio como palavra de origem latina, a adoção é a ação tomada. Este verbo refere-se a receber como uma criança que não é biológica em conformidade com vários requisitos e obrigações sob a lei. A adoção, neste sentido, é um ato jurídico que estabelece um vínculo de parentesco entre duas pessoas com uma relação semelhante à paternidade. A legislação estabelece uma série de condições para aqueles que desejam adotar uma criança, como uma idade mínima / máxima e a necessidade de plena capacidade para exercer os direitos civis. Por exemplo: “A adoção de Miguel mudou a nossa vida”, “Eu adoraria ter um filho, mas o processo de adoção é muito complexo”, “Meus pais biológicos me deram para adoção quando eu tinha dois anos,” A “adoção é um ato de amor e compromisso”.

Em alguns casos, é possível distinguir entre a aprovação simples (não implica a substituição automática de sobrenomes e a criança adotada não tem o mesmo direito que o filho natural da ordem de sucessões) e a adoção integral (fornece os mesmos direitos que o natural) filiação. É conhecida como a adoção internacional pelo qual um parceiro torna-se portador legal e permanente de uma criança nascida em outro país. Normalmente, no caso dos homens e mulheres nos países desenvolvidos viajam para países do terceiro mundo a adotar uma criança. A adoção monoparental, finalmente, é a adoção por um casal homossexual. Este tipo de adoção é autorizado apenas por certas leis, como ele ainda tem um alto nível de rejeição social em muitos países.

Requisitos gerais para a adoção de uma criança: Si bem em cada país elegível para adotar uma criança são ligeiramente diferentes, existem certos padrões que se seguem todas as nações a prever essa possibilidade apenas para certas pessoas. A primeira é a idade dos indivíduos adotivos. Como é lógico, não há uma idade mínima para assumir outra pessoa, uma vez que é necessário para desfrutar de todos os direitos e ser capaz de cumprir todas as obrigações de um adulto para embarcar nesta tarefa particular e difícil.

Para citar dois exemplos, no Brasil exige que um casal tenha completado 25 anos, enquanto na Argentina o mínimo é de 30, embora seja possível reduzir creditando um vínculo matrimonial de pelo menos 3 anos, ou, falar de casais heterossexuais, atestando através de uma inabilidade médico das mulheres para engravidar. A complexidade deste requisito não termina aqui, porque em cada país existem exceções e casos especiais.

Mas os números têm mais obstáculos quando se candidata a adoção, porque também geralmente é necessária uma distância máxima entre a idade do adotado e o adotante como o dobro.Sinônimos de adoção

São sinônimos de adoção seguintes palavra: adotar, assumir.Antônimos de adoção

São antônimos de adoção seguintes palavras:Exemplos de usos e frases

A adoção da criança pelo casal foi determinada pelo juiz da vara da família, o qual concedeu todo direito aos pais pelo cuidado integral à criança.

Casal optou por entrar na fila de adoção de um casal de crianças devido a problemas de fecundação entre o casal.

Diante da adoção, a criança passa a ter todos os direitos legais e integralmente de seus respectivos pais.

 

 

 



Deixe um comentário