ascídia

ascídia | s. f.
as·cí·di·a
(grego askídia, plural de askídion, -ou, diminutivo de gr. askós, -oû, odre )
nome feminino

1. [Zoologia]   [Zoologia]   Designação dada a vários animais cordados, da classe dos tunicados, que têm o formato semelhante ao de um odre e se fixam geralmente a rochas, em águas costeiras. = ASCÍDIO

2. [Botânica]   [Botânica]   Pequena urna ou utrículo que se desenvolve nas folhas de certas plantas.


substantivo feminino Animal acéfalo da classe dos tunicados, que vive fixado nos rochedos e cujas aberturas bucal e cloacal são quase contíguas.


Em botânica, designam-se como ascídias ou urnas às folhas das plantas “insectívoras” ou “carnívoras”, modificadas de forma a constituirem um recipiente com forma de jarro ou trombeta, escorregadio, onde são capturados insectos, de forma passiva (isto é, a planta não necessita de realizar qualquer movimento, como acontece com algumas destas plantas). Apresentam, em geral, algum estímulo – visual ou odorífero – que atraia os insectos, como a produção de néctar por nectários. O insecto é capturado porque as paredes se mostram particularmente lisas, ou por outros meios, como a disposição de pêlos de cima para baixo, não os permitindo subir de novo para o exterior. Os insectos são digeridos devido à presença, no seu interior, de um suco digestivo secretado por glândulas presentes na constituição da ascídia. A esses sucos junta-se, por vezes, água da chuva. Nepenthes, Sarracenia, Heliamphora, Darlingtonia e Cephalotus são alguns géneros de plantas que apresentam ascídias. Assemelham-se aos utrículos apresentados pelo género aquático Utricularia.




Deixe um comentário