bacupari

bacu pari bacilar maculara macular macularei maculará macularia maculai bacelai (norma brasileira) bacelara (norma brasileira) bacelará (norma brasileira) bacelarei (norma brasileira) bacelaria (norma brasileira) bacuri (norma brasileira)


substantivo masculino [Botânica] 1 Planta da família das Hipocrateáceas (Salacia laevigata), de frutos comestíveis, que ocorre do Pará ao Orinoco; laranjinha-do-campo.
Árvore média, da família das Gutíferas, subfamília das Calofilóideas (Rheedia gardneriana), abundante nas matas da costa atlântica brasileira. Seus frutos são de cor alaranjada quando maduros, e de paladar muito apreciado; bacupari-miúdo.
Bacupari-açu: rubiácea também denominada bacupari-grande, jasmim-do-mato, limão-do-mato (Gardenia suaveolens).
Bacupari-cipó: trepadeira também denominada cipó-carijó, cipó-de-copacabana, saputá, tapicuru (Salacia silvestris).
Bacupari-da-baía: arbusto da família das Hipocrateáceas (Salacia glomerata).
Bacupari-de-capoeira: árvore hipocrateácea, pequena (Salacia crassifolia).
Bacupari-do-amazonas: arbusto da família das Hipocrateáceas (Salacia corymbosa).
Bacupari-do-campo: arbusto baixo e lenhoso, também denominado capicuru, japicuru, laranjinha-do-campo, tapicuru, uvacupari (Salacia campestris).
Bacupari-do-mato: o fruto do bacuparizeiro.
Bacupari-grande: Variação de bacupari-açu.
Bacupari-miúdo: a) árvore rubiácea, também denominada fruta-de-macaco, pau-de-macaco (Posoqueria acutifolia); O mesmo que bacupari, acepção 2; b) arbusto da família das Hipocrateáceas (Salacia micrantha).
Etimologia (origem da palavra bacupari). Do tupi yuakuparí.


Bacupari (Garcinia gardneriana (Planchon et Triana) Zappi; Clusiaceae)
Sinonímia: Bacopari, Baacuri-mirim, Bacoparé, Bacopari-miúdo, Bacuri-miúdo, Escropari, Limãozinho, Mangostão-amarelo, Remelento, Manguça
Sinonímia botânica: Calophyllum madruno Kunth, Garcinia madruno (Kunth) Hammel, Rheedia acuminata (Ruiz & Pav.) Planch. & Triana, Rheedia gardneriana Planch. & Triana, Rheedia kappleri Eyma, Rheedia madruno (Kunth) Planch. & Triana, Rheedia spruceana Engl., Verticillaria acuminata Ruiz & Pav

O fruto do Bacupari pode ser encontrado no Brasil da região Amazônica ao Rio Grande do Sul. Hoje em dia é muito difícil encontrar uma árvore dessa fruta, principalmente em regiões urbanas. O viveiro Manequinho Lopes, do Parque do Ibirapuera em São Paulo, recebeu em julho de 2008 a doação de duas mudas com aproximadamente 1,0m de altura e 2,5 anos. Recentemente foi pesquisado pela especialista Maria das Graças Lins Brandão, professora da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que a fruta tem alto valor de ingredientes anti-oxidantes e anti-cancerígenos.




Deixe um comentário