beatificação

beatificação | s. f. derivação fem. sing. de beatificar
be·a·ti·fi·ca·ção
(beatificar + -ção )
nome feminino

[Religião]   [Religião]   Cerimónia pela qual o Papa declara digna de veneração alguma pessoa falecida.
be·a·ti·fi·car be·a·ti·fi·car – Conjugar
(latim beatifico, -are )
verbo transitivo

1. [Religião]   [Religião]   Declarar beato.

2. [Figurado]   [Figurado]   Tornar feliz.

3. Elogiar com excesso.


substantivo feminino Ato ou efeito de beatificar.
Cerimônia na qual o papa declara que uma pessoa já falecida mereceu, por suas virtudes, entrar no número dos bem-aventurados, recomendando-a assim ao culto dos fiéis.


Beatificação (do latim beatus, abençoado, pelo termo grego μακαριος, makarios) é o ato de atribuir o estatuto de Beato a alguém.
No catolicismo, é o reconhecimento feito pela Igreja de que a pessoa a quem é atribuída se encontra no Paraíso, em estado de beatitude, e pode interceder por aqueles que lhe recorrem em oração. Para outras correntes cristãs não existe uma distinção entre beatificação e canonização.
Estas diferem sobretudo no seguinte: a primeira implica uma permissão local para a veneração enquanto a segunda se estende muito para além disso, tratando-se de um preceito universal. Ao invés da canonização, muitos teólogos não consideram a declaração de beatitude como uma declaração infalível da Igreja. É considerada um passo no sentido da canonização (ser declarado santo).
O Papa João Paulo II alterou vincadamente a prática do Vaticano no que respeita à beatificação. Até Novembro de 2004, beatificou 1340 pessoas, número maior do que todos os anteriores papas em conjunto.




Deixe um comentário