bússola

bússola | s. f.
bús·so·la
nome feminino

1. Caixa com abertura circular, na qual se move uma agulha magnética, colocada horizontalmente na extremidade superior de uma haste vertical, para indicar o rumo e a orientação.

2. Agulha de marear.

3. [Figurado]   [Figurado]   Guia.


substantivo feminino Aparelho composto de um mostrador, onde se indicam os pontos cardeais, e no qual gira uma agulha magnética que aponta sempre para o norte, servindo assim de orientação, sobretudo em navegação.
[Figurado] Orientação moral ou intelectual; guia.// Bússola giroscópica, bússola que se baseia na estabilidade mecânica do giroscópio.


A bússola é um instrumento de navegação e orientação baseado em propriedades magnéticas dos materiais ferromagnéticos e do campo magnético terrestre. A palavra bússola vem do italiano bussola, que significa “pequena caixa” de buxo.
As bússolas são geralmente compostas por uma agulha magnetizada colocada num plano horizontal e suspensa pelo seu centro de gravidade de forma que possa girar livremente, e que orienta-se sempre em direção próxima à direção norte-sul geográfica de forma a ter a ponta destacada – geralmente em vermelho – indicando o sentido que leva ao norte magnético da Terra, ou de forma equivalente, a um ponto próximo ao polo norte geográfico da Terra.
A bússola é sem dúvida o instrumento mais conhecido da Era dos Descobrimentos, pois foi provavelmente o mais importante. Indicando sempre o sentido norte magnético, o que significa indicar aproximadamente norte geográfico, tal instrumento constituiu-se indispensável a todo e qualquer navegador. A equivalência ocorre devido aos polos norte magnético e norte geográfico se situarem em hemisférios iguais do globo.
As atuais mudam um pouco entre si, mas têm os mesmos componentes básicos. Com o mesmo nome de bússola pode ser designado qualquer dispositivo magnético que use uma agulha para indicar o sentido do polo sul magnético da magnetosfera do planeta, bem como qualquer instrumento eletronico com o mesmo fim.
O uso da bússola para fins precisos requer que se tenha em mãos também um mapa cartográfico que indique a correção a ser feita na leitura bruta da bússola a fim de se localizar o norte geográfico corretamente.Tal correção deriva não apenas do fato dos polos magnéticos e geográficos não coincidirem precisamente mas também devido à leitura da bússola ser diretamente influenciada pelas condições ambientais locais – a exemplo pela grande presença de material ferromagnético no solo. As cartas de navegação normalmente apresentam tal informação sob o nome de “declinação magnética” do local.
A bússola é um equipamento inventado pelos chineses, sendo usada nas navegações. Por ser feita com um campo magnético da Terra, a agulha maior sempre aponta para o Norte. Ela, assim como a Rosa dos Ventos, tem os pontos cardeais e colaterais, sendo eles: Os pontos cardeais: norte (N), sul (S), leste (L) e oeste (O). E os colaterais: (Ne) nordeste, (Se) sudeste, (So) sudoeste e (No) noroeste.




Deixe um comentário