cobra

cobra | s. f. cobra | s. f. 3ª pess. sing. pres. ind. de cobrar 2ª pess. sing. imp. de cobrar
co·bra 1
(latim colubra, -ae ou coluber, -bri )
nome feminino

1. Réptil ofídio.

2. Corda com que as reses andam presas na debulha.

3. Objecto com forma semelhante à da cobra.

4. [Figurado]   [Figurado]   Pessoa má. = CASCAVEL, VÍBORA

5. [Portugal: Alentejo]   [Portugal: Alentejo]   Espécie de jogo infantil.

6. [Antigo]   [Antigo]   Copla.

comer cobra • [Brasil]   • [Brasil]   Ficar furioso.

dizer cobras e lagartos de • [Informal]   • [Informal]   Falar mal de (ex.: deixou o emprego dizendo cobras e lagartos do patrão).

ver cobra • Ficar espantado.Confrontar: sobra.

co·bra co·bra 2
(latim copula, -ae, laço, cadeia, correia, união, casamento, encadeamento )
nome feminino

1. [Literatura]   [Literatura]   Estrofe, geralmente quadra ou sextilha, usada em composições de poesia trovadoresca, de assunto ligeiro, destinadas ao canto.

2. [Literatura]   [Literatura]   Pequena composição poética em que se usa essa estrofe. (Mais usado no plural.)

Sinónimo Sinônimo Geral: COPLA, COPRA
co·brar co·brar – Conjugar
(de recobrar )
verbo transitivo

1. Proceder à cobrança de (dívidas).

2. Exigir em troca (recibo).

3. Readquirir.

4. Alcançar.

5. Retomar ânimo.

6. Recuperar forças.Confrontar: sobrar.


substantivo feminino Zoologia Nome comum a todos os répteis da ordem dos ofídios; serpente.
[Figurado] Pessoa astuciosa e de má índole.
Virar cobra, enfurecer-se.
Dizer (de alguém) cobras e lagartos, falar muito mal a respeito de alguém, dirigir a alguém palavras ásperas ou injuriosas.
Matar a cobra e mostrar o pau, afirmar alguma coisa e prová-la.
substantivo masculino Gír. Indivíduo muito capaz, que revela grande competência em determinada especialidade.


Cobra é uma denominação genérica, utilizada frequentemente na língua portuguesa como sinônimo para serpente.É também uma denominação comum entre europeus para designar espécies asiáticas, da subordem Ophidia e do gênero Naja. O nome é uma abreviação de cobra-de-capelo ou cobra-capelo.A maior parte das cobras põe ovos e a maior parte destas os abandona pouco depois da ovoposição. No entanto, algumas espécies são ovovivíparas e retêm os ovos dentro dos seus corpos até se encontrarem prestes a eclodir.
Recentemente, foi confirmado que várias espécies de cobras desenvolvem os seus descendentes completamente dentro de si, nutrindo-os através de uma placenta e um saco amniótico. A retenção de ovos e os partos ao vivo são normalmente, mas não exclusivamente, associados a climas frios, sendo que a retenção dos descendentes dentro da fêmea permite-lhe controlar as suas temperaturas com maior eficácia do que se estes se encontrassem no exterior.




Deixe um comentário