colocação

colocação | s. f. derivação fem. sing. de colocar
co·lo·ca·ção
(latim collocatio, -onis )
nome feminino

1. Acto ouo efeito de colocar.

2. Ordem em que estão as coisas colocadas.

3. [Figurado]   [Figurado]   Emprego, ocupação.
co·lo·car co·lo·car – Conjugar
(latim colloco, -are )
verbo transitivo

1. Pôr num lugar.

2. Dispor.

3. Situar.

4. Dar emprego.verbo pronominal

5. Pôr-se (em algum lugar).

6. Empregar-se.


substantivo feminino Ato ou efeito de colocar, pôr num lugar.
Disposição organizada de; arrumação: colocação de um livro na prateleira.
Ação de ser colocado em; emprego, trabalho: colocação na empresa.
Ação de vender comercialmente algo; venda: colocação de produtos.
[Esporte] Lugar que se ocupa em: não gostou da sua colocação.
[Gramática] Aplicação correta de: colocação de vírgulas.
[Economia] Ação de aplicar algo (valores, ações, títulos etc.).
Apresentação de algo a alguém; exposição: colocação de argumentos.
Etimologia (origem da palavra colocação). Do latim collocatio.onis.


O conceito colocação é utilizado em linguística com dois sentidos diferentes:
a) combinação frequente, preferencial ou usual de palavras (nomeadamente substantivo + adjectivo e verbo + substantivo); ou
b) combinação aparentemente livre de palavras, gerada a partir das regras da língua, mas onde actua qualquer tipo de restrição lexical determinada pela norma.
c)Exemplos:O garoto ficou com a primeira colocação no campeonato
Na primeira acepção, o termo foi usado pela primeira vez por J. R. Firth em 1957 e é usado frequentemente na lexicologia inglesa de Halliday. Designa combinações frequentes de unidades lexicais fixadas na norma ou uma combinação de palavras que se distingue pela sua alta frequência de uso, como desejar ardentemente, etc., o que motiva que este tipo de construções seja catalogado como sendo unidades semi-idiomáticas.
Na segunda acepção, uma colocação (ou semi-frasema) AB (ódio mortal, amor cego, por exemplo) é uma combinação de duas ou mais palavras A (ódio, amor) e B (mortal, cego), cujo significado inclui o significado da palavra A (‘ódio‘, ‘amor‘) mais um significado ‘C’. O novo significado da combinação é ‘A + C’ (e não ‘A + B’), de tal maneira que a palavra B (mortal, cego) exprime ‘C’ (‘intenso’) e não ‘B’ (‘que causa ou pode causar a morte’). Este termo B não é seleccionado livremente: *ódio cego, *amor mortal, *amor letal, *felicidade mortal.