contrarreforma

contra-reforma contrarreforma contra-reforma contrarreforma | s. f.
con·tra·-re·for·ma con·trar·re·for·ma con·tra·-re·for·ma con·trar·re·for·ma
(contra- + reforma )
nome feminino

1. Reforma que se opõe a outra para anular os seus efeitos.

2. [História religiosa]   [História religiosa]   Movimento religioso realizado pela Igreja católica como reacção à Reforma protestante. (Geralmente com inicial maiúscula.)Plural: contra-reformas.• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: contrarreforma. • Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990:contra-reforma. • Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990:contrarreforma. • Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990:contra-reforma


substantivo feminino Ação que busca reverter ou contrariar uma reforma previamente estabelecida.
[História] Movimento católico que, no século XVI, se opunha à Reforma protestante, idealizada por Matinho Lutero que questionava preceitos e dogmas católicos, através da publicação das 95 teses na porta da igreja de sua cidade, na Alemanha.
Etimologia (origem da palavra contrarreforma). Contra + reforma.


A Contrarreforma (AO 1945: Contra-Reforma), ou Reforma Católica, é o movimento criado pela Igreja Católica a partir de 1545, e que, segundo alguns autores, teria sido uma resposta à Reforma Protestante (de 1517) iniciada por Martinho Lutero.Em 1545, a Igreja Católica Romana convocou o Concílio de Trento (na cidade italiana de Trento) estabelecendo entre outras medidas, a retomada do Tribunal do Santo Ofício , a criação do Index Librorum Prohibitorum, com uma relação de livros proibidos pela Igreja e o incentivo à catequese dos povos do Novo Mundo, com a criação de novas ordens religiosas, dentre elas a Companhia de Jesus.Outras medidas incluíram a reafirmação da autoridade papal, a manutenção do celibato eclesiástico, a reforma das ordens religiosas, a edição do catecismo tridentino, reformas e instituições de seminários e universidades, a supressão de abusos envolvendo indulgências e a adoção da Vulgata como tradução oficial da Bíblia.




Deixe um comentário