coque

coque | s. m. coque | s. m. coque | s. m. coque | s. m.
co·que 1
(origem onomatopaica )
nome masculino

[Informal]   [Informal]   Pancada dada na cabeça. = CAROLO,CROQUE
co·que co·que 2
(inglês cook )
nome masculino

1. Cozinheiro.

2. [Regionalismo]   [Regionalismo]   Cozinheiro de marnotos, nas margens do rio Sado.
co·que co·que 4
(francês coque )
nome masculino

Porção de cabelo apanhado e enrolado. = COCÓ
co·que co·que 3
(inglês coke )
nome masculino

1. [Química]   [Química]   Material sólido combustível proveniente da calcinação ou da destilação da hulha.

coque de petróleo • [Química]   • [Química]   Material sólido combustível proveniente do processamento de petróleo.


substantivo masculino [Mineralogia] Substância dura, acinzentada, obtida quando o carvão betuminoso é aquecido em forno de coque sem entrada de ar. Contém de 87 a 89% de carbono, e é duro e poroso. O coque produz calor intenso e sem fumaça quando queima. É produzido pelo aquecimento de carvão pulverizado em fornalha, na ausência de ar. Ao aquecer, ele se decompõe. Não se queima fortemente na ausência do ar. Do carvão decomposto, obtêm-se alcatrão e o gás de coqueria, que são recolhidos quando saem dos fornos. O escapamento do alcatrão e do gás dá origem à porosidade do coque. O coque aquecido é então resfriado com água numa torre de resfriamento rápido, o que impede que se queime ao contato do ar.


O coque é um tipo de combustível derivado da hulha (carvão betuminoso). Começou a ser utilizado na Inglaterra do século XVIII. O coque obtém-se do aquecimento da hulha (ou carvão betuminoso), sem combustão, num recipiente fechado (calcinação). Pode ser utilizado na produção de ferro-gusa (alto-forno), sendo adicionado junto com a carga metálica.