costela

A palavra Costela possui uma classificação gramatical como sendo um substantivo feminino. Ademais, referida palavra possui 07 letras, dentre elas vogais e consoantes. As vogais são: e, o, a as consoantes são: c, s, t, l. Por outro lado, dita palavra pode ser escrita de outro modo, ou seja, ao contrário, ficando assim: aletsoc.  Além disso, dita palavra é definida como cada um dos arcos ósseos que formam a caixa torácica: o homem tem doze pares de costelas.Significado de Costela

Na anatomia de vertebrados, as costelas são ossos planos e curvas, que juntos formam a caixa torácica. Na maioria dos vertebrados ao redor do peito, permite que aqueles expandam os pulmões, tornando a respiração mais fácil. Em geral, elas servem como proteção para os órgãos internos do peito, tais como o coração, embora em algumas espécies, especialmente cobras, proporcionam apoio e proteção de quase todo o corpo. Nos seres humanos, as costelas são normalmente 12 em cada lado (24 no total): 7 verdadeira ou esterno (I-VII), três asternales falsos ou (VIII-X), e duas flutuantes (XI e XII), com arqueada com duas faces, externos e internos; duas bordas, superior e inferior, e duas extremidades, posterior e anterior.

Elas estão localizadas no tórax, consistindo de cartilagem na parte medial do lado anterior e com osso em suas laterais e traseira que formam a parte mais visível do esqueleto da caixa torácica, dando-lhe uma gaiola, que articulada com cada uma das vértebras torácica se formam através da cartilagem da costela correspondente. Dentro da caixa torácica estão os pulmões e mediastino. Nestes, o coração, esôfago, traqueia, linfonodos, timo, aorta, veia cava superior e escalões inferiores.

Anatomia: Todas as costelas são unidas na parte de trás das vértebras torácicas. Os espaços entre as nervuras são conhecidas como os espaços intercostais, que podem ser encontrados os músculos intercostais, artérias intercostais e nervos.

A base de uma estrutura de nervura são:

Cabeça: parte interna da costela posterior; Ela articula com a vértebra torácica correspondente e vértebra localizada acima desta, exceto para a C1e as duas últimas, que são articuladas com apenas as suas vértebras correspondentes. É a extremidade mais volumosa do osso, em que adere a uma faceta à coluna vertebral.

Pescoço: porção óssea estreita que une a cabeça.

Corpo: parte principal da costela. Aqui o iliocostal é inserido.

Tuber: O tubérculo da nervura é uma eminência na superfície traseira na junção do gargalo e o corpo da nervura. Todas as costelas habituais (3 a 9) tem uma cara para articular com o processo transverso das vértebras torácicas. No caso das nervuras de flutuação, estas não têm essa superfície articular.

Classificação

Colo do útero: ligado à sétima vértebra cervical, elas são vestigiais em seres humanos, estando presentes (normalmente só um) em 0,2% da população mundial.

Esternal: Eles ligam-se diretamente para o esterno, o responsável por esta é a cartilagem costal, que liga estas nervuras ao esterno.

Asternales: estão indiretamente ligadas ao esterno, em primeiro lugar juntam a cartilagem costal da sétima vértebra.

Flutuante: Eles não estão ligados ao esterno.Sinônimos de Costela

São sinônimos de Costela as seguintes palavras: arco costaisAntônimos de Costela

São antônimos de costela as seguintes palavras:Exemplos de usos e frases

As costelas são estruturas anatômicas que sobrepõe o pulmão e servem do proteção da caixa torácica.

Muitas das pessoas do mundo da moda usam como técnica para afinar a cintura a retirada das costelas.

A casa mais movimentada de São Paulo é uma churrascaria que vende costela e é um dos pratos mais procurados por paulistanos.

 

 



Deixe um comentário