cronos

masc. pl. de crono
cro·no |ó| cro·no |ó|
(grego khrónos, -ou, tempo )
nome masculino

[Geologia]   [Geologia]   Período de tempo que cada terreno levou a formar-se.


substantivo masculino [Mitologia] Deus grego, filho de Urano (céu) e Gaia (terra), comandante dos Titãs, responsável pela castração de seu pai que ocasionou a separação do céu e da terra; na mitologia grega é considerado o Deus do tempo e da agricultura (Saturno, na mitologia romana).
[Religião] Espaço de tempo indeterminado durante o qual nada acontece; opõe-se a Kairos, tempo certo e oportuno.
Etimologia (origem da palavra cronos). Do grego choronos, espaço de tempo.


Cronos (em grego: Κρόνος, transl.: Krónos), na mitologia grega, deus do tempo e rei dos titãs. É o mais jovem dos titãs, filho de Urano, o céu estrelado, e Gaia, a terra. Alternativamente, para Platão, os deuses Fórcis, Cronos e Reia eram os filhos mais velhos de Oceano e Tétis.Cronos era o deus do tempo, sobretudo quando visto em seu aspecto destrutivo, o tempo inexpugnável que rege os destinos e a tudo pode devorar.O titã Cronos serviu de inspiração para a antiga seita órfica criar a figura de Chronos, a quem chamavam de o “deus primordial do tempo”. Vale ressaltar que o modo de vida dos órficos causava grande estranheza entre os gregos e a nova teogonia criada por eles era, da mesma forma, repudiada pelo culto cívico e popular das póleis gregas. O que quer dizer que, para os gregos comuns, o titã Cronos (e somente ele) era o deus do tempo por excelência.
Cronos era, usualmente, representado com uma harpe, gadanha ou foice, com a qual teria castrado e deposto Urano, seu pai. Em Atenas, no 12º dia do mês ático de Hecatombaion, era celebrado o festival de Kronia, em honra a Cronos.




Deixe um comentário