O que é alopecia

alopecia | s. f.
a·lo·pe·ci·a
(grego alopekía )
substantivo feminino

1. Queda de cabelo ou de pêlo . = FALACROSE

2. Calvície.


substantivo feminino [Medicina] Doença que provoca a queda dos cabelos ou dos pelos, podendo se manifestar de modo temporário ou permanente; falacrose, calvície.
Etimologia (origem da palavra alopecia). Do grego alopekia, as; por alopekia; pelo francês alopécie.


Alopecia ou calvície é a perda de cabelo em parte da cabeça ou do corpo. Na maioria dos casos, a perda afeta pelo menos a cabeça. A quantidade de cabelo perdido varia significativamente, desde uma pequena área até à totalidade do corpo. Geralmente não está associada a inflamação ou cicatrização. Em algumas pessoas a condição pode causar stresse psicológico.Os tipos mais comuns de alopecia são a alopecia androgenética de padrão masculino ou feminino, a alopecia areata e uma condição em que o cabelo fica mais fino denominada eflúvio telógeno. As causas de alopecia androgenética de padrão masculino são uma associação de fatores genéticos e hormonas masculinas, enquanto as de padrão feminino não são ainda claras. A causa de alopecia areata é autoimune. A causa de maior parte dos casos de eflúvio telógeno é o stresse físico ou psicológico provocado por um evento. O eflúvio telógeno é bastante comum após a gravidez.Entre as causas menos comuns de queda de cabelo sem inflamação ou cicatrização estão condições psicológicas como a tricotilomania, causas traumáticas como a alopecia de tração, determinados medicamentos, incluindo os usados em quimioterapia e no tratamento da SIDA e desnutrição. Entre as causas de queda de cabelo associada a inflamação ou cicatrização estão infeções fúngicas, lúpus eritematoso, radioterapia e sarcoidose. O diagnóstico da condição baseia-se em parte nas áreas afetadas.O tratamento da alopecia androgenética pode simplesmente consistir em aceitar a condição. Entre as intervenções que podem ser tentadas estão os medicamentos minoxidil ou finasterida e cirurgia de transplante capilar. A alopecia areata pode ser tratada com injeções de esteroides nas áreas afetadas, mas para que estas sejam eficazes é necessário repetir o tratamento com frequência. A queda de cabelo é uma condição bastante comum. A alopecia androgenética afeta cerca de 50% dos homens e 25% das mulheres por volta dos 50 anos de idade. Cerca de 2% das pessoas desenvolve alopecia areata em algum momento da vida.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *