O que é amores

masc. pl. de amor
a·mor |ô| a·mor |ô|
(latim amor, -oris )
nome masculino

1. Sentimento que induz a aproximar, a proteger ou a conservar a pessoa pela qual se sente afeição ou atracção ; grande afeição ou afinidade forte por outra pessoa (ex.: amor filial, amor materno). = AFECTO , AFEIÇÃO ≠ ÓDIO, REPULSA

2. Sentimento intenso de atracção entre duas pessoas. = PAIXÃO

3. Ligação afectiva com outrem, incluindo geralmente também uma ligação de cariz sexual (ex.: ela tem um novo amor; anda de amores com o colega). (Também usado no plural.) = CASO, NAMORO, RELACIONAMENTO, ROMANCE

4. Ser que é amado.

5. Disposição dos afectos para querer ou fazer o bem a algo ou alguém (ex.: amor à humanidade; amor do torrão natal; amor pelos animais). ≠ DESPREZO, INDIFERENÇA

6. Entusiasmo ou grande interesse por algo (ex.: amor à natureza). = PAIXÃO ≠ AVERSÃO, DESINTERESSE, FOBIA, HORROR, ÓDIO, REPULSA

7. Aquilo que é objecto desse entusiasmo ou interesse (ex.: os livros electrónicos são o meu amor mais recente). = PAIXÃO

8. Qualidade do que é suave ou delicado (ex.: faz isso com mais amor). = BRANDURA, DELICADEZA, SUAVIDADE

9. Pessoa considerada simpática, agradável ou a quem se quer agradar (ex.: elas são uns amores; vem cá, amor). = QUERIDO

10. Aquilo que é considerado muito positivo ou agradável (ex.: a decoração do quarto dos meninos está um amor).

11. Ligação intensa de carácter filosófico, religioso ou transcendente (ex.: amor a Deus). ≠ DESRESPEITO

12. Grande dedicação ou cuidado (ex.: amor ao trabalho). = ZELO ≠ DESCUIDO, NEGLIGÊNCIA

amor cortês • Sentimento, frequente na literatura medieval, que se caracteriza por uma relação de vassalagem entre o cavaleiro e a sua amada.

amor livre • Ligação afectiva que recusa as convenções sociais e as instituições legais, nomeadamente o casamento.

amor platónico • Ligação afectiva espiritual e sem desejo sexual ou sensual.

fazer amor • Ter relações sexuais.

morrer de amor(es) por • [Informal]   • [Informal]   Gostar muito (ex.: todos sabiam que eles morriam de amores um pelo outro).

não morrer de amor(es) por • [Informal]   • [Informal]   Não gostar (ex.: nunca morreu de amores por aquele quadro do pintor).

por amor à arte • De forma desinteressada.

por amor de • Por causa de; em atenção a (ex.: por mor da sua fé, tinha de cumprir a promessa). = POR MOR DE

ter amor a • Dar importância a (ex.: se tem amor ao dinheiro, pense melhor no que vai fazer).

tomar-se de amores por • Apaixonar-se por.


substantivo e masculino plural Relação amorosa; namoro.
Objeto amado.
Tempo em que se ama.
Etimologia (origem da palavra amores). Plural de amor.


Amores é um livro de poesias de Ovídio escrito em dísticos elegíacos. Foi publicado pela primeira vez entre 15 e 16 a.C. em cinco livros, mas Ovídio por sua própria conta mais tarde editou-o na edição de três livros que sobreviveu aos dias de hoje. O livro segue o modelo popular da elegia erótica, como ficou famoso por figuras como Tibulo ou Propércio, mas é muitas vezes subversivo e humorístico com esses tropos, exagerando motivos e dispositivos comuns ao ponto do absurdo .
Enquanto vários estudiosos literários consideraram Amores de uma grande contribuição para a elegia do amor latino, a obra geralmente não é considerada como um dos melhores trabalhos de Ovídio e “são mais freqüentemente tratadas sumariamente em um prólogo em vez de uma discussão mais completa como de outros trabalhos”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *