O que é asse

asse | s. m. 1ª pess. sing. pres. conj. de assar 3ª pess. sing. imp. de assar 3ª pess. sing. pres. conj. de assar
as·se
(latim as, assis, moeda romana )
nome masculino

[Numismática]   [Numismática]   Antiga moeda romana de cobre. = ÁS
as·sar as·sar – Conjugar
(latim asso, -are )
verbo transitivo, intransitivo e pronominal

1. Cozer sem fervura (submetendo directamente à acção do calor ou do fogo).

2. Fazer sentir grande calor.

3. Queimar.


substantivo masculino Antiga moeda romana de cobre, anterior ao sestércio; ás.
Unidade de medida de peso que, na Roma antiga, equivalia a 327,45 gramas; libra romana.
Unidade de medida de comprimento que, na antiga Roma, correspondia a 0,297 metros.
Unidade de medida de superfície que, na antiga Roma, equivalia a 28.800 pés quadrados (24,978312 ares).
Etimologia (origem da palavra asse). Do latim as, assis.


O asse ou ás (as, em latim, plural asses) era uma moeda romana de bronze e, posteriormente, de cobre, em circulação durante a república e o império. Recebeu o nome da unidade de peso também chamada asse, que era equivalente a 12 onças (unciae), isto é, uma libra romana.
A primeira moeda usada pelos romanos foi o aes grave (ou aes librale), comumente denominado as. Criada por volta de 280 a.C., durante a República. A moeda era de bronze, com seu valor relacionado com as unidades de massa romanas. Inicialmente tinha peso igual a libra latina (273g), tornando-se então uma libra romana (327 g). Em razão disso tinha grandes dimensões para uma moeda: algo em torno de 110 mm de diâmetro, por 4 mm de altura.
Inicialmente foi produzida derramando metal fundido sobre um molde (cast coinage em inglês), depois usando o método do martelo (hammered coinage): um pedaço circular de metal aquecido ao rubro era posicionada entre dois moldes em baixo relevo, recebendo uma forte martelada. O resultado era a impressão do molde sobre a moeda, método este mais preciso.
A primeira série produzida foi a série de Janus-Mercúrio, cujo nome deriva das imagens das duas divindades gravadas sobre a moeda, além da marca “I”, indicando o valor da moeda em algarismos romanos.
Na era republicana foi introduzida a série de proa em bronze (em torno de 225 a.C., em concomitância com a introdução do quadrigatus). Esta série é assim chamada por causa da proa de um navio exibida no reverso.
A última série de aes grave foi o da “roda”, devido à roda de seis raios que aparece no verso.
Com a reforma monetária de Augusto, em 23 a.C., o asse passou a ser cunhado (e não mais fundido) em cobre puro. Augusto também reduziu o peso da moeda a 1/30 do asse (10,9g). O asse continuou a ser produzido até o século III d.C. e era a moeda de denominação mais baixa a ser emitida regularmente durante o Império.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *