O que é casa

casa | s. f. 3ª pess. sing. pres. ind. de casar 2ª pess. sing. imp. de casar
ca·sa
(latim casa, -ae, cabana, casebre )
substantivo feminino

1. Nome genérico de todas as construções destinadas a habitação.

2. Construção destinada a uma unidade de habitação, geralmente unifamiliar, por oposição a apartamento. = MORADIA, VIVENDA

3. Cada uma das divisões de uma habitação. = CÓMODO , COMPARTIMENTO, DEPENDÊNCIA

4. Local de habitação (ex.: pediram financiamento para a compra de casa própria). = DOMICÍLIO, LAR, MORADA, RESIDÊNCIA

5. Anexo a um edifício.

6. [Náutica]   [Náutica]   Compartimento destinado a máquinas ou equipamento especial (ex.: casa das máquinas).

7. Conjunto de pessoas da família ou de pessoas que habitam a mesma morada.

8. Conjunto de despesas com a habitação.

9. Estabelecimento comercial ou industrial (ex.: casa de chá, casa de fados, casa de hóspedes, casa de saúde). = EMPRESA, FIRMA

10. Lotação de um estabelecimento comercial, geralmente de diversão ou espectáculo (ex.: casa cheia).

11. Local ou instalação que se considera pertença de algo ou alguém (ex.: equipa da casa; jogar em casa).

12. Designação dada a algumas repartições ou instituições, públicas ou privadas (ex.: Casa da Moeda; Casa dos Açores). (Geralmente com inicial maiúscula.)

13. Conjunto de pessoas que trabalham directamente com um chefe de estado (ex.: casa civil).

14. Família pertencente à nobreza ou à realeza (ex.: casa de Bragança).

15. Cada uma das divisões resultantes da intersecção de linhas em tabela, tabuleiro, tabuada, mapa, etc.

16. [Jogos]   [Jogos]   Escaninho do tabuleiro do gamão.

17. Posição respectiva dos algarismos.

18. Pequena abertura em peça de vestuário por onde entra um botão. = BOTOEIRA

19. Número arredondado aproximado (ex.: ele anda na casa dos 40).

20. Posição de um algarismo em relação aos outros que compõem um número (ex.: casa das unidades, casa das centenas, casa decimal).

21. [Encadernação]   [Encadernação]   Espaço entre dois nervos, na lombada de um livro encadernado. = ENTRENERVO

casa comercial • Estabelecimento onde se efectuam transacções comerciais.

casa da adova • [Antigo]   • [Antigo]   Sala, nas cadeias, onde os presos passeavam e recebiam visitas.

casa da Joana • [Informal]   • [Informal]   Aquela onde não há regras ou disciplina, onde reinam a confusão e a desordem.

casa da mãe Joana • [Informal]   • [Informal]   O mesmo que casa da Joana.

casa da sogra • [Informal]   • [Informal]   O mesmo que casa da Joana.

casa de banho • Compartimento dotado de equipamento sanitário que permite realizar as necessidades fisiológicas e a higiene pessoal. = BANHEIRO, CASINHA

casa de correcção • Prisão de menores. = REFORMATÓRIO

casa de farinha • [Brasil]   • [Brasil]   Lugar equipado com utensílios (triturador, prensa, peneira) e forno próprios para transformar a mandioca em farinha.

casa de jantar • Divisão de uma habitação geralmente usada para tomar as refeições. = SALA DE JANTAR

casa de malta • Casa onde moram muitas pessoas de baixa condição e que não têm parentesco entre si.

casa de orate • Casa de malucos. = HOSPÍCIO

casa de passe • Habitação onde se pratica a prostituição. = BORDEL, PROSTÍBULO

casa de pasto • Estabelecimento modesto onde se servem comidas.

casa de tolerância • Casa onde se pratica a prostituição.

• Casa onde é possível alugar quartos para encontros amorosos.

casa de penhores • Casa onde se empresta dinheiro sobre objectos de valor.

casa lotérica • [Brasil]   • [Brasil]   Estabelecimento que comercializa lotarias ou onde se registam apostas (ex.: a família já foi dona de uma casa lotérica). = LOTÉRICA

casa nocturna • Estabelecimento de espectáculo ou de diversão aberto toda a noite.

casa pia • Estabelecimento de caridade, onde se educam crianças pobres.

casa professa • Convento de religiosos professos.

de casa e pucarinho • [Portugal, Informal]   • [Portugal, Informal]   Diz-se de casal que faz vida em comum, sem laços de casamento (ex.: resolveram casar ao fim de dez anos de casa e pucarinho).

• [Portugal, Informal]   • [Portugal, Informal]   Diz-se das pessoas que partilham grande intimidade, que são muito próximas (ex.: amigos de casa e pucarinho).

deitar a casa abaixo • Fazer grande agitação a propósito de algo.

estar de casa e pucarinha • Ser hospedado e alimentado por alguém.

sentir-se em casa • Estar à vontade.
ca·sar ca·sar – Conjugar
(casa + -ar )
verbo transitivo

1. Unir por casamento.

2. [Brasil]   [Brasil]   Fazer uma aposta. = APOSTARverbo transitivo, intransitivo e pronominal

3. Unir-se por casamento.

4. [Figurado]   [Figurado]   Condizer, combinar.


substantivo feminino Moradia; construção em alvenaria, com distintos formatos ou tamanhos, normalmente térrea ou com dois andares, geralmente destinada à habitação.
Lar; pessoas que habitam o mesmo lugar; reunião dos indivíduos que compõem uma família: a casa dos brasileiros.
Reunião das propriedades de uma família ou dos assuntos familiares e domésticos: ele cuida da administração da casa.
Local usado para encontros, reuniões; habitação de determinado grupos com interesses em comum: casa dos professores.
Designação de algumas repartições ou organizações públicas ou das pessoas subordinadas ao chefe do Estado: casa da moeda; Casa Civil.
Ludologia. As divisões que, separadas por quadrados em branco ou preto, compõe um tabuleiro de xadrez ou de damas.
Costura. Fenda usada para pregar botões.
[Matemática] Cada dez anos na vida de alguém: ele está na casa dos 20.
Marinha.Fenda ou buraco através do qual algo é instalado a bordo; cada fenda leva o nome do objeto instalado.
[Gramática] Diminutivos: casinhola, casinholo, casinhota, casinhoto, casita, casucha.
[Gramática] Aumentativos: casão, casarão, casaréu.
Etimologia (origem da palavra casa). Do latim casa.ae.


Casa (do latim casa), residência (do latim domum), morada ou moradia é, no seu sentido mais comum, um conjunto de paredes, cômodos e teto construídos pelo ser humano com a finalidade de constituir um espaço de habitação para um indivíduo ou conjunto de indivíduos para que estejam protegidos dos fenômenos naturais exteriores (como a chuva, o vento, calor e frio etc.), além de servir de refúgio contra ataques de terceiros. Apesar de seu caráter artificial em relação às construções naturais, originalmente o homem utilizou-se de formações naturais, como cavernas, para suprimir as demandas de uma residência, porém estas estruturas tendem a caracterizar-se mais como um abrigo que como um lar. Neste sentido, a casa é entendida como a estrutura que para além de constituir-se como abrigo, define-se como uma construção cultural de uma dada sociedade. A residência, portanto, corresponde ao arquétipo da habitação — termo que normalmente é empregado por especialistas para ser referir ao ato de morar e às suas várias possibilidades e configurações, enquanto a casa é entendida como o objeto da moradia.
O termo lar, por outro lado, ainda que possa ser considerado um sinônimo de casa, apresenta uma conotação mais afetiva e pessoal: é a casa vista como o lugar próprio de um indivíduo (ou seja, aquilo que constitui sua propriedade), onde este tem a sua privacidade e onde a parte mais significativa da sua vida pessoal se desenrola. Apesar da modernidade ter afastado sobremaneira o indivíduo de sua casa (posto que ele passou a vivenciar longos períodos do dia fora de casa, trabalhando, recreando-se ou circulando pela cidade), o lar sempre foi considerado uma referência à ideia de família, de tal forma que a palavra costuma ser usada com este significado. Uma visão também tradicional a respeito da estrutura de uma sociedade considera a família como sua unidade fundamental, enquanto a casa corresponderia à unidade fundamental de uma da aglomeração urbana, sendo fundamental à sua existência e constituição.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *