O que é chiado

chiado | s. m. masc. sing. part. pass. de chiar
chi·a·do
(particípio de chiar )
nome masculino

O mesmo que chiadeira.
chi·ar chi·ar – Conjugar
verbo intransitivo

1. Produzir som agudo e continuado.

2. Dar chios.

3. Ranger.

4. [Informal]   [Informal]   Queixar-se.

5. Falar.

6. Replicar.

7. Arder de cólera, abespinhar-se.nome masculino

8. O chiar do carro.


substantivo masculino Ato ou efeito de chiar.
Som anormal produzido à altura dos alvéolos pulmonares ou dos brônquios por um líquido patológico.
Som agudo produzido pelo atrito de corpos sólidos; chio, guincho.


O Chiado é um dos bairros mais emblemáticos e tradicionais da cidade de Lisboa. Localiza-se entre o Bairro Alto e a Baixa Pombalina.
Em 1856, com a criação do grémio literário, um clube dos intelectuais da época, o Chiado tornou-se o centro do Romantismo Português, ponto de passagem obrigatório para quem queria ser conhecido na cidade. O escritor Eça de Queiroz na sua obra “Os Maias” fazia grande referência ao Chiado e ao Grémio literário.
O Chiado dividia-se pelas freguesias do Sacramento e dos Mártires, duas das menores de Lisboa, estando agora totalmente integrado na nova freguesia de Santa Maria Maior.
Na década de 1980, devido à mudança nos hábitos dos Lisboetas e à inauguração do centro comercial Amoreiras, o Chiado ficou decadente.
Em 1988, na madrugada do dia 25 de agosto, entre as 3 e as 4 da manhã, deflagrou um incêndio no edifício Grandella, que viria a tomar grandes proporções alastrando-se a mais dezessete edifícios. O Chiado ficou destruído e a sua reconstrução levou toda a década de 1990, ficando o design a cargo do arquiteto Álvaro Siza Vieira.
Hoje o Chiado voltou a ser um importante centro de comércio de Lisboa, sendo uma das zonas mais cosmopolitas e movimentadas da Capital Portuguesa, sendo palco de eventos emblemáticos como o Vogue Fashion’s Night Out.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *