O que é devir

devir | v. intr. | s. m.
de·vir – Conjugar
(latim devenio, -ire )
verbo intransitivo

1. Dar-se, suceder, acontecer, acabar por vir.substantivo masculino

2. [Filosofia]   [Filosofia]   Movimento permanente pelo qual as coisas passam de um estado a outro, transformando-se. = MUDANÇA, TRANSFORMAÇÃO


substantivo masculino [Filosofia] Processo de mudanças efetivas pelas quais todo ser passa.
Movimento permanente que atua como regra, sendo capaz de criar, transformar e modificar tudo o que existe; essa própria mudança.
verbo intransitivo Passar a ser; fazer existir; tornar-se ou transformar-se.
Etimologia (origem da palavra devir). Do latim devenire.


Devir (do latim devenire, chegar) é um conceito filosófico que significa as mudanças pelas quais passam as coisas. O conceito de “se tornar” nasceu no leste da Grécia antiga pelo filósofo Heráclito de Éfeso que no século VI a.C. com a famosa citação “Nenhum homem jamais pisa no mesmo rio duas vezes”; é também dito por ele que nada neste mundo é permanente, exceto a mudança e a transformação. Sua teoria está em oposição com a de Parmênides, outro filósofo grego que acreditava que as mudanças ônticas ou os “tornar-se” que percebemos com nossos sentidos é algo enganoso, que há pura perfeição e eternidade por trás da natureza, e que esta é a verdade suprema do Ser. Esse argumento foi afirmado por Parmênides com a famosa citação “o que é, é”. Os estudiosos geralmente acreditavam que Parmênides estava respondendo a Heráclito, ou Heráclito a Parmênides, embora a opinião sobre quem estava respondendo a quem mudou ao longo do século XX.Na filosofia, a palavra “tornar-se” diz respeito de um conceito ontológico específico, estudado também pela filosofia do processo como um todo ou com o estudo relacionado da teologia do processo, em que se considera Heráclito como precursor da abordagem do processo, devido à sua doutrina do fluxo radical.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *