divergência | s. f.
di·ver·gên·ci·a
substantivo feminino

1. Apartamento.

2. Desvio que vai sempre em aumento.

3. [Figurado]   [Figurado]   Discordância, desacordo, dissentimento.


substantivo feminino Separação que ocorre de modo progressivo e continuado; aumento progressivo da distância entre duas direções não paralelas.
[Figurado] Falta de entendimento; discordância de opiniões; desentendimento.
[Matemática] Propriedade do que se diverge; cujos limites são infinitos.
[Matemática] Num campo vetorial, escala que mensura a dispersão dos vetores num ponto preestabelecido.
Etimologia (origem da palavra divergência). Do latim divergentia.ae.


Em cálculo vetorial, o operador divergência é um operador que mede a magnitude de “fonte” ou “poço/sorvedouro” de um campo vetorial em um dado ponto, isto é, ele pode ser entendido como um escalar que mede a dispersão ou divergência dos vetores do campo num determinado ponto.
Por exemplo, considere o volume de ar de uma sala sendo aquecido ou resfriado. O campo vetorial, neste caso, é a velocidade do ar se movendo. Se o ar é aquecido em uma determinada região, ele irá se expandir em todas as direções, então a divergência do campo de velocidade nesta região será positivo pois, se observarmos um pequeno volume nessa região, teremos mais ar saindo do que entrando nesse volume; uma outra maneira de expressar esta condição é dizendo que neste caso temos “fontes” no sistema/ponto. Se o ar resfria e se contrai, o divergência é negativo pois há, na região, uma convergência de ar: teremos mais ar entrando do que saindo neste pequeno volume. Podemos também expressar este caso dizendo que temos “sumidouros”.
Outro caso que pode ocorrer é o divergente ser zero. Neste caso dizemos que o sistema está em regime estacionário; ou seja, a energia não varia com o tempo. Não há ,portanto, acúmulo nem sumidouro de energia. No contexto da Mecânica dos fluidos, temos a incompressíbilidade de fluídos ( neste caso os líquidos especificadamente) uma vez que a densidade de líquidos é praticamente uma constante em regime estacionário. [2]
Os exemplos acima explicados utilizaram-se conceitos de transporte de massa, mas o divergente está associado a variações de outras grandezas como o calor na Lei de Fourier e o transporte de carga na Lei de Ohm.


Deixe uma resposta 0

Your email address will not be published. Required fields are marked *