O que é mania

mania | s. f. -mania | elem. de comp.
ma·ni·a
(grego manía, -as, loucura, entusiasmo, paixão )
nome feminino

1. Apego excessivo ou obsessivo a uma ideia ou intenção; aferro a uma ideia fixa. = FIXAÇÃO, OBSTINAÇÃO

2. [Por extensão]   [Por extensão]   Capricho, teima.

3. Desejo imoderado.
-mania -mania
(grego manía, -as, loucura, entusiasmo, paixão )
elemento de composição

Exprime a noção de loucura ou desejo imoderado (ex.: opiomania).


substantivo feminino Hábito estranho, incomum e geralmente repetitivo.
Gosto extremo; vontade descontrolada; obsessão: mania de filmes.
Aquilo que é o objeto desse gosto extremo: cinema era sua mania.
Preocupação exagerada com: mania de perseguição.
[Figurado] Mau costume; esquisitice ou vício: mania de inventar histórias.
[Psicologia Patologia] Estado de superexcitação do psiquismo, caracterizado por exaltação do temperamento e desencadeamento de impulsos instintivos e afetivos.
Etimologia (origem da palavra mania). Do grego manía.as; pelo latim mania.ae.


Mania (do grego μανία, «estado de loucura») é um distúrbio mental definido como um período distinto, durante o qual existe um humor anormal e persistentemente elevado, expansivo ou irritável. É característico, embora não exclusivo, do transtorno bipolar no qual os episódios maníacos alternam com episódios depressivos. Pode também ocorrer devido a intoxicação por drogas (especialmente estimulantes como cocaína ou metanfetamina) ou como efeitos imprevisíveis de medicamentos (especialmente Inibidor seletivo de recaptação de serotonina). Estima-se que pelo menos 5% da população mundial já tenham apresentado episódios maníacos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *