O que é multilinguismo

multilinguismo multilingüismo multilinguismo | s. m.
mul·ti·lin·guis·mo |güí| mul·ti·lin·güis·mo mul·ti·lin·guis·mo |güí|
(multilingue + -ismo )
nome masculino

1. [Linguística]   [Lingüística]   [Linguística]   Situação de uma comunidade, de uma região, de um estado, etc., em que são faladas várias línguas.

2. [Linguística]   [Lingüística]   [Linguística]   Domínio de várias línguas por parte de um falante.

Sinónimo Sinônimo Geral: PLURILINGUISMO• Grafia no Brasil: multilingüismo. • Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990:multilinguismo. • Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990:multilingüismo
• Grafia em Portugal:multilinguismo.


Ainda não temos o significado de multilinguismo. Mas você pode ajudar a melhorar o Dicio sugerindo uma definição.


Multilinguismo — sendo bilinguismo para dois idiomas e plurilinguismo para três ou mais — é o uso ou promoção de mais dum idioma, seja por uma pessoa individual ou por uma comunidade de pessoas. Pessoas multilíngues superam numericamente os falantes monolíngues na população do mundo. O multilinguismo está se tornando um fenômeno social regido pelas necessidades da globalização e da abertura cultural. Graças à facilidade de acesso à informação causada pela Internet, a exposição das pessoas a múltiplas línguas está ficando cada vez mais frequente e provocando, portanto, a necessidade de aprender diferentes línguas. As pessoas que falam mais de dois idiomas também são chamadas de poliglotas.Na Europa, a Declaração da Sorbonne (1998), que abriu caminho à Declaração e ao Processo de Bolonha (1999), apontava já para a necessidade de a formação do primeiro ciclo do ensino superior ser orientada para a banda larga (estudos diversificados e pluridisciplinares), devidamente apoiada no ensino das línguas vivas e no uso das novas tecnologias. Esta orientação expressa na Declaração de Sorbonne, e posteriormente reiterada noutros documentos estruturantes do Espaço Europeu de Ensino Superior, condensa três aspectos importantes para garantir um sistema educativo competitivo no espaço europeu e mundial e, sobretudo, para assegurar uma integração mais eficaz entre os vários níveis do sistema de ensino: formação eclética; conhecimentos de línguas estrangeiras; e domínio das novas tecnologias da informação.
Os falantes de várias línguas adquiriram e mantiveram pelo menos uma língua durante a infância, a chamada língua materna (ou primeira língua). A língua materna é adquirida sem educação formal, por mecanismos sobre os quais os estudiosos discordam. As crianças que adquirem duas línguas nativamente desde os primeiros anos são chamadas de bilíngues simultâneos. É comum que os jovens bilíngues simultâneos sejam mais proficientes numa língua do que noutra.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *