O que é nirvana

substantivo masculino [Religião] De acordo com o budismo, eliminação permanente do sofrimento humano obtida através do aniquilamento do desejo.
[Filosofia] Religião. Segundo algumas religiões indianas, condição duradoura de perfeita satisfação, plenitude, felicidade e saber, objetivo máximo do indivíduo religioso, conseguida a partir de meditação e disciplina.
[Por Extensão] Sentimento intenso de plenitude e de paz.
Etimologia (origem da palavra nirvana). Do sanscrito nirvána.


Nirvana (em sânscrito: निर्वाण; em prácrito: णिव्वाण, em pali: निब्बान, transliterado “Nibbāna”, significa: “soprar”, “ser assoprado” ou “incodicionado”), no Budismo, é o estado de libertação do sofrimento (ou dukkha), uma superação do apego aos sentidos, do material, da existência e da ignorância; a pureza e a transgressão do físico, a qual busca a paz interior e a essência da vida. Segundo os monges shramana é o estado atingido pelos Arahant (seres de elevada estatura espiritual). No Hinduísmo, o Nirvana é um sinônimo de moksha, à libertação do ciclo do renascimento e da morte e à iluminação espiritual, citado em vários textos hindus tântricos, bem como na Bhagavad Gita. Os conceitos hindus e budistas não são equivalentes.
O Buda Sidarta Gautama (Sammāsambuddha), descreveu o Nirvana como um estado de calma, paz, pureza de pensamentos, libertação, transgressão física e de pensamentos, a elevação espiritual, e o acordar à realidade. Alcançando este estado, quebra-se o processo de samsara, interrompendo os contínuos renascimentos.
A escola budista Mahayana considerando o Bodhi (“acordar” ou “entender”) mais importante que o Nirvana. Para cada escola existem definições diferenciadas do Nirvana e de como este é atingido.A palavra significa literalmente “apagado” (como em uma vela) e refere-se, no contexto budista, a imperturbável serenidade da mente após o desejo, a aversão e a delusão terem sido finalmente extintos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *