onda | s. f.
on·da
(latim unda, -ae )
nome feminino

1. Cada uma das massas líquidas que ora se elevam ora se cavam na superfície das águas, geralmente por efeito, do vento ou das marés. = VAGA

2. [Linguagem poética]   [Linguagem poética]   Água; rio; mar.

3. [Por extensão]   [Por extensão]   Porção de líquido que flui ou está derramado.

4. O que é ondulado.

5. [Figurado]   [Figurado]   Aglomeração de pessoas em movimento.

6. Tumulto.

7. Ímpeto; agitação do ânimo.

8. Ataque de fúria.

9. [Física]   [Física]   Cada uma das linhas ou superfícies concêntricas de um fluido agitado num dos seus pontos.

onda curta • Onda de pequeno comprimento.

onda eléctrica • O mesmo que onda electromagnética.

onda electromagnética • Onda que se origina no éter ao produzir-se uma faísca eléctrica .

onda luminosa • A que se origina num corpo luminoso e transmite a sua luz.

onda sonora • A que se origina num corpo elástico e transmite o som.

tirar onda • [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   Agir de forma pretensiosa, dando-se ares de importância ou superioridade (ex.: alugaram um apê nas férias, só para tirar onda).

• [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   Fazer troça ou rir de (ex.: o cara achou que ia tirar onda comigo; qualquer dia não se pode mais tirar onda de nada nem de ninguém). = DEBOCHAR, GOZAR, TROÇAR, ZOMBAR

tirar onda de • [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   Fazer-se passar por; fingir ser (ex.: tirar onda de hippie).


substantivo feminino Ondulação considerável da superfície do mar, resultante da ação do vento; vaga.
[Figurado] Afluxo; torrente: onda de imigrantes, ondas de sangue.
Matéria leve, abundante e sinuosa: ondas de fumo.
Movimento, grande agitação: onda revolucionária.
Ondulação; feitio ondulado: ondas do cabelo.
[Física] Vibração que se propaga num meio elástico, em movimento periódico ou não.
Ondas curtas, as ondas hertzianas cujo comprimento varia entre 10 e 50 metros; ondas longas, as de comprimento maior que 1.000 metros; ondas médias, as de comprimento que varia entre 100 e 200 metros; microondas, as de comprimento menor que 20 cm.
[Brasil] Ir na onda, deixar-se levar pelos outros; ser enganado ou prejudicado.
[Brasil] Fazer onda, causar agitação, armar uma intriga.
Distinguem-se as ondas materiais, que se propagam por vibrações da matéria (gasosa, líquida ou sólida), e as ondas eletromagnéticas, produzidas pela vibração de um campo eletromagnético, sem o auxílio de qualquer suporte material. Entre as primeiras figuram, para frequências compreendidas entre 8 e 30.000 por segundo, as ondas sonoras; os ultra-sons têm frequências mais elevadas, os infra-sons, frequências mais baixas. As ondas eletromagnéticas compreendem, de acordo com o comprimento, os raios gama (de 0,005 a 0,25 ångström), a seguir os raios X (até 0,001 mícron), a luz visível (de 0,4 a 0,8 mícron), o infravermelho (de 0,8 a 300 mícrons), as ondas radioelétricas (do milímetro a várias dezenas de quilômetros). A mecânica ondulatória, de L. Broglie, associa uma onda imaterial às partículas em movimento.


Em física, uma onda é uma perturbação oscilante de alguma grandeza física no espaço e periódica no tempo. A oscilação espacial se caracteriza por seu comprimento de onda, enquanto que o tempo decorrido em uma oscilação completa é denominado período da onda, e é o inverso da sua frequência. O comprimento de onda e a frequência estão relacionadas pela velocidade com que a onda se propaga.
Fisicamente, uma onda é um pulso energético que se propaga através do espaço ou através de um meio (líquido, sólido ou gasoso), com velocidade definida. Segundo alguns estudiosos e até agora observado, nada impede que uma onda magnética se propague no vácuo ou através da matéria, como é o caso das ondas eletromagnéticas no vácuo ou dos neutrinos através da matéria, onde as partículas do meio oscilam à volta de um ponto médio mas não se deslocam. Exceto pela radiação eletromagnética, e provavelmente as ondas gravitacionais, que podem se propagar através do vácuo, as ondas existem em um meio cuja deformação é capaz de produzir forças de restauração através das quais elas viajam e podem transferir energia de um lugar para outro sem que qualquer das partículas do meio seja deslocada; isto é, a onda não transporta matéria. Há, entretanto, oscilações sempre associadas ao meio de propagação.


Deixe uma resposta 0

Your email address will not be published. Required fields are marked *