tabu | s. m. | adj. 2 g. tabu | s. m.
ta·bu 1
(inglês taboo, do polinésio tapu, interdito, proibido, sagrado )
nome masculino

1. [Religião]   [Religião]   Proibição de determinada acção , de aproximação ou contacto com algo ou alguém que é considerado sagrado.

2. [Religião]   [Religião]   Lugar, animal, objecto , coisa ou acção proibidos por temor de castigo divino ou sobrenatural.

3. Medo ou proibição de origem religiosa, social ou cultural.

4. Assunto de que não se pode ou não se deve falar.adjectivo de dois géneros adjetivo de dois géneros

5. Que é proibido. = INTERDITO

6. Que não se pode ou deve proferir ou de que não se pode ou não se deve falar.
ta·bu ta·bu 2
(origem obscura )
nome masculino

1. [Brasil]   [Brasil]   Açúcar que não coalhou bem na forma.

2. [Botânica]   [Botânica]   Tabua.


substantivo masculino [Etnografia] Instituição religiosa que, atribuindo caráter sagrado a um objeto ou a um ser, proíbe qualquer contato com eles e até mesmo referência a eles.
[Por Extensão] Ação, objeto, pessoa e/ou lugar proibidos por uma lei ou cultura.
[Por Extensão] Proibição que leva alguém a não fazer alguma coisa por medo de castigo divino ou sobrenatural.
[Por Extensão] Comportamento cuidadoso que não tem justificação nem fundamento: sujeito cheio de tabus infundados.
Proibição religiosa ou controle social que restringe o uso de uma linguagem, de um gesto, comportamento: tabus sexuais.
adjetivo Sobre algo ou alguém que não se pode tocar.
Que não se pode fazer uso, dizer, comentar por crença, religião, fé, pudor, respeito etc.: palavras tabus.
Diz-se da pessoa que é alvo de adoração cujo mérito não pode ser questionado.
Etimologia (origem da palavra tabu). Do tonga tapu, “proibido”.
substantivo masculino [Botânica] Aspecto comum das ervas do gênero Typha, de habitat semi-aquático, se instalam em brejos e margens de rios.
Etimologia (origem da palavra tabu). Talvez de tabua, de origem questionável.
substantivo masculino Açúcar mascavo.
Etimologia (origem da palavra tabu). De origem questionável.


O tabu era, originalmente, uma instituição de fundamento religioso que atribuía caráter sagrado a determinados seres, objetos ou lugares, interditando qualquer contato com eles. Posteriormente, o termo passou a designar qualquer tipo de proibição.


Deixe uma resposta 0

Your email address will not be published. Required fields are marked *