dote

dote | s. m. | s. m. pl. 1ª pess. sing. pres. conj. de dotar 3ª pess. sing. imp. de dotar 3ª pess. sing. pres. conj. de dotar
do·te
substantivo masculino

1. Bens que a mulher traz ao matrimónio e que ela não pode alienar senão em certos casos previstos na lei.

2. Bens que a freira levava para o convento.
dotessubstantivo masculino plural

3. [Figurado]   [Figurado]   Qualidades; méritos; dons naturais.

4. [Brasil]   [Brasil]   Preço exorbitante.
do·tar do·tar – Conjugar
verbo transitivo

1. Dar dote a.

2. Estabelecer dotação a.

3. [Figurado]   [Figurado]   Exornar, ornar, prendar, conceder (o que é bom).


substantivo masculino Bens que alguém transfere para a pessoa com quem se casa.
[Jurídico] Bens que a mulher possui mas não pode alienar, salvo em certos casos previstos por lei, sendo administrados pelo seu cônjuge tendo este que os devolver em decorrência do fim do casamento.
Bens doados pela freira ao entrar para o convento onde pretende ficar.
[Figurado] Prenda natural; dádiva: dotes de inteligência.
[Figurado] Qualidade física, intelectual ou moral; dom, mérito.
Etimologia (origem da palavra dote). Do latim dos.dotis; pelo francês dot.


Dote é a transferência de propriedades dos pais, como presentes, dinheiro ou outros bens quando ocorre o casamento de uma filha. O dote contrasta com os conceitos relacionados de preço de noiva e contradote. Enquanto o preço da noiva ou serviço de noiva é um pagamento feito pelo noivo ou sua família para os pais da noiva, o dote são os bens transferidos da família da noiva para o noivo ou sua família.
O dote é um costume antigo e sua existência pode ocorrer antes de registros sobre ele. Os dotes continuam a ser esperados e exigidos como condição para aceitar uma proposta de casamento em algumas partes do mundo, principalmente em partes da Ásia, África do Norte e Balcãs. Em algumas partes do mundo, as disputas relacionadas ao dote às vezes resultam em atos de violência contra as mulheres, incluindo assassinatos e ataques com ácido. O costume do dote é mais comum em culturas que são fortemente patrilinear e que esperem que as mulheres residam com ou perto da família do marido. Os dotes têm longa história na Europa, Sul da Ásia, África e outras partes do mundo.




Deixe um comentário