erva




erva | s. f. | s. f. pl.
er·va |é| er·va |é|
(latim herba, -ae )
nome feminino

1. Nome genérico de todas as plantas, anuais ou vivazes, de caule tenro e não lenhoso, que secam depois da frutificação.

2. [Botânica]   [Botânica]   Planta espontânea de terreno inculto ou mal cuidado.

3. Plantas de pasto ou forragem. = PRADO

4. Extensão de relva ou de plantas herbáceas.

5. Mato baixo. = CAPIM

6. [Informal]   [Informal]   Droga obtida a partir de folhas, flores e ramos secos do cânhamo-indiano, que produz sonolência ou outras alterações do sistema nervoso central. = MARIJUANA

7. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   Dinheiro (ex.: regressou cheio de erva).
ervasnome feminino plural

8. Hortaliça.

9. Verdura cozida e picada. = ESPARREGADO


substantivo feminino [Botânica] Planta folhosa, esper­matófita, anual, bianual ou perene, que conserva o caule sempre verde e tenro, ao contrário do lenhoso (árvores e arbustos).
[Botânica] Planta de pastagem ou forragem em geral.
[Culinária] Nome comum da salsa, da cebolinha, do coentro, do manjericão e do alecrim, usados como temperos na culinária.
[Popular] Designação comum dada ao dinheiro.
[Gíria] Nome comum de maconha.
expressão Erva daninha. Planta tóxica de pastagem.
Erva daninha. Figurado. Pessoa ou coisa que prejudica.
Etimologia (origem da palavra erva). Do latim herba.ae.


Há muitos critérios da classificação dos vegetais quanto ao tipo de caule. As ervas ou plantas herbáceas são, na maior parte das vezes, definidas de duas formas:

Plantas de caule macio ou maleável, normalmente rasteiro, sem a presença de lignina (podendo, geralmente, ser cortado apenas com a unha) – ou seja, sem caule fino.
Plantas cujo caule não sofre crescimento secundário ao longo de seu desenvolvimento.Ambas as definições estão corretas e são utilizadas pelos cientistas em suas obras, embora, ao considerar alguns casos englobados por elas, o leigo possa ficar confuso. Como exemplo, a primeira categoria engloba muitos cactos de hábito arbustivo, alguns de porte verdadeiramente imponente, como os saguaros dos Estados Unidos. A segunda categoria engloba todas as monocotiledôneas, inclusive palmeiras e yuccas, de caule claramente lenhoso, mas que não sofrem crescimento secundário ao longo da vida.
Em botânica, utiliza-se a adjectivação herbáceo – por oposição a lenhoso – para descrever uma planta vascular ou uma das suas partes que não tem crescimento terciário