escara

escara | s. m.
es·ca·ra
(latim eschara, -ae, do grego eskhára, lareira; crosta de ferida )
nome masculino

1. Crosta de ferida.

2. [Medicina]   [Medicina]   Destruição de células da pele, geralmente nas zonas de apoio de doentes acamados (ex.: escaras nas nádegas).

3. [Botânica]   [Botânica]   Vestígio que deixam na haste as folhas ou ramos articulados, quando caem. = CICATRIZ


substantivo feminino [Medicina] Crosta escura que se forma na pele, sobre as feridas etc., pela mortificação dos tecidos (derma, aponeurose, músculos).


A palavra escara é um termo antigo, sendo usado atualmente para descrever a necrose escura que recobre a úlcera por pressão, assim conhecida atualmente. É provocada por pressão local permanente, geralmente nas proeminências ósseas resultando em danos nos tecidos subcutâneo, músculos, articulações e ossos, causando a morte dos tecidos (necrose).
É um problema frequente em pessoas com lesão medular pois a falta de sensibilidade e controle de parte do corpo favorece a manutenção da mesma posição por muitas horas e a própria cadeira de rodas faz pressão sobre o corpo. Também comum na diabetes especialmente nos que forem obesos, nas idades avançadas e nos sedentários.




Deixe um comentário