eurocentrismo

eurocentrismo | s. m.
eu·ro·cen·tris·mo
(inglês eurocentrism )
nome masculino

Qualidade de eurocêntrico.


substantivo masculino Modo de julgar o mundo a partir de um ponto de vista europeu.
Influência que, política, cultural, econômica, social etc., a Europa exerce sobre outras variadas áreas, países, povos, culturas.
Característica da pessoa eurocêntrica, que busca compreender o mundo tendo em conta somente valores europeus.
Etimologia (origem da palavra eurocentrismo). Do inglês eurocentrism.


O eurocentrismo é uma visão de mundo que tende a colocar a Europa (assim como sua cultura, seu povo, suas línguas, etc.) como o elemento fundamental na constituição da sociedade moderna, sendo necessariamente a protagonista da história do homem. Resumidamente, trata-se da ideia de que a Europa é o centro da cultura do mundo. Acredita-se que grande parte da historiografia produzida no século XIX até meados do século XX assuma um contexto eurocêntrico, mesmo aquela praticada fora da Europa. O revisionismo histórico, ocorrido nas últimas décadas por intelectuais como, por exemplo, Edward Said, tendeu a reverter esta visão de mundo, em busca de novas perspectivas.
O eurocentrismo manifesta-se como uma espécie de doutrina corrente no meio acadêmico que, em determinados períodos da história, enxerga as culturas não-europeias de forma exótica ou mesmo com visão advinda de xenofobia. Foi muito comum principalmente no século XIX, especialmente por ser um ideal do Darwinismo social que a humanidade caminhasse para o “modelo europeu”. Um de seus traços mais sutis pode ser visto no mapa-múndi, na projeção de Mercator.
Devido ao papel da Europa na formação da cultura ocidental, o termo “eurocentrismo” é muitas vezes confundido com ocidentalismo.




Deixe um comentário