falência

falência | s. f.
fa·lên·ci·a
substantivo feminino

1. Erro, omissão; falta.

2. [Comércio]   [Comércio]   Quebra.

3. Suspensão de pagamentos.


substantivo feminino Ato ou efeito de falir, de suspender o pagamento aos credores, de ir à bancarrota; quebra.
[Comércio] Condição do comerciante cuja cessação dos pagamentos foi constatada pelos tribunais e que não tem condições de saldar seus débitos.
[Jurídico] Processo de execução contra o devedor que, decretado por sentença judicial, o obriga a quitar seus débitos ou devolver o crédito aos seus credores.
[Por Extensão] Condição de fracasso; ruína, insucesso.
[Medicina] Condição dos órgãos cujo funcionamento foi interrompido: falência cardíaca, renal, cerebral etc.
Qualquer engano; falha: há falências incontestáveis no seu trabalho.
Etimologia (origem da palavra falência). Do latim fallentia, a, ae; falir + ência.


Falência é uma situação jurídica decorrente de uma sentença decretatória proferida por um magistrado onde uma empresa ou sociedade comercial se omite quanto ao cumprimento de determinada obrigação patrimonial e então tem seus bens alienados para satisfazer seus credores.Também é chamada de falência a reunião de credores. Quando vários processos judiciais de cobrança de dividas são reunidos em torno de um processo principal, para serem decididos por um único juiz, que decretou a falência. Assim, evita-se que um único credor receba sozinho o suficiente para pagar uma única divida e dividem-se os bens, créditos e direitos do devedor entre todos os seus credores, que serão pagos na proporção de seus respectivos créditos e de acordo com o montante em poder do falido e a natureza do crédito.Outros sinónimos de falência são os termos quebra e bancarrota, este último proveniente do italiano bancarotta (‘banca quebrada’): na Idade Média, os banqueiros expunham seu dinheiro sobre um banco de madeira (daí o nome ‘banqueiro’), tal como os antigos romanos o faziam na mensa argentaria. Se algum deles não honrava suas dívidas, seu banco era feito em pedaços, e ele próprio era impedido de continuar a exercer qualquer outro negócio.


Deixe um comentário