federação

federação | s. f. derivação fem. sing. de federar
fe·de·ra·ção
nome feminino

1. União de muitos Estados particulares num só.

2. Estado colectivo .

3. Aliança.

4. Associação.
fe·de·rar fe·de·rar – Conjugar
(latim foedero, -are, unir por aliança )
verbo transitivo e pronominal

1. Reunir ou reunir-se em federação (ex.: as associações sindicais federaram-se). = CONFEDERAR

2. Unir ou unir-se num movimento ou num grupo de interesses comuns.

3. [Desporto]   [Esporte]   Inscrever ou inscrever-se numa federação desportiva (ex.: este ano federámos 100 atletas; o judoca já se federou).


substantivo feminino Aliança política de Estados, que constitui, no Direito internacional, uma unidade estatal superior aos Estados membros e detentora exclusiva da soberania externa.
Associação de clubes que praticam o mesmo esporte.
Agrupamento de sindicatos ou corporações.
Grupo de partidos, clubes políticos.


Federação (do latim: foederatio, de foedus: “liga, tratado, aliança”) ou Estado Federal é um Estado composto por diversas entidades territoriais autônomas dotadas de governo próprio. Como regra geral, os estados (“estados federados”) que se unem para constituir a federação (o “Estado federal”) são autônomos, isto é, possuem um conjunto de competências ou prerrogativas garantidas pela constituição que não podem ser abolidas ou alteradas de modo unilateral pelo governo central. Entretanto, apenas o Estado federal é considerado soberano, inclusive para fins de direito internacional. Normalmente, apenas ele possui personalidade internacional e os estados federados são reconhecidos pelo direito internacional apenas na medida em que o respectivo Estado federal o autorizar.
O sistema político pelo qual vários estados se reúnem para formar um Estado federal, cada um conservando sua autonomia, chama-se Estado federal, o que não se confunde com o conceito de federalismo. De acordo com Liziero, “O Estado federal é a forma de organização política estatal característica de países nos quais houve o desenvolvimento do federalismo a ponto de repercutir em seu direito constitucional”. São exemplos de estados federais a Alemanha, Argentina, Austrália, o Brasil, o Canadá, os Emirados Árabes Unidos, a Índia, a Malásia, o México, a Nigéria, a Rússia, a Suíça, a Venezuela, e os Estados Unidos, país que instituiu o federalismo moderno. Quanto à forma de Estado, as federações contrapõem-se aos estados unitários e distinguem-se também das confederações.




Deixe um comentário