frustração

frustração | s. f. derivação fem. sing. de frustrar
frus·tra·ção
(latim frustratio, -onis )
nome feminino

1. Acto ou efeito de frustrar.

2. Sentimento de insatisfação ou de contrariedade, geralmente causado pela não concretização de um desejo, de uma expectativa , de uma necessidade ou de um objectivo . = DECEPÇÃO , DESALENTO, DESAPONTAMENTO, IRRITAÇÃO, MALOGRO ≠ EXULTAÇÃO, REGOZIJO, SATISFAÇÃO

3. [Psicanálise]   [Psicanálise]   Condição emocional alterada de quem vê contrariada a satisfação de um desejo pulsional, de uma actividade satisfatória.
frus·trar frus·trar – Conjugar
verbo transitivo

1. Privar (a outrem) do que espera com fundamento.

2. Iludir.

3. Baldar, inutilizar.verbo pronominal

4. Ficar sem resultado.

5. Malograr-se.

6. Inutilizar-se.


substantivo feminino Ação de frustrar.
Psicanálise Estado do indivíduo que, por não ter satisfeito um desejo ou tendência fundamental, se sente recalcado: complexo de frustração.
Teste de frustração (ou de Rosenzweig), teste projetivo constituído por desenhos que representam uma pessoa em face de um obstáculo material ou moral. (O paciente deve imaginar a atitude dessa pessoa.).


Frustração é um estado emocional que acompanha a interrupção de um comportamento motivado, ou seja é um estado psíquico que resulta do bloqueio da motivação provocada por qualquer barreira que impede de alcançar um projeto ou objetivo esperado.As fontes da frustração podem ser internas ou externas. As fontes internas da frustração envolvem deficiências pessoais como falta de confiança ou medo de situações sociais que impedem uma pessoa de alcançar uma meta; causas externas da frustração, por outro lado, envolvem condições fora do controle da pessoa, tais como uma estrada bloqueada ou falta de dinheiro, por exemplo.
Em termos de psicologia, o comportamento passivo-agressivo é um método de lidar com a frustração. Quando esta não funciona, outra “solução” comumente adotada é uma “regressão” (inconsciente, consciente ou simulacra) a um comportamento infantil e mimado, geralmente visando comover ou sensibilizar terceiros através de algum tipo de apelação emocional.




Deixe um comentário