gene

gene | s. m.
ge·ne
substantivo masculino

Elemento do cromossoma constituído por um segmento de A. D. N., que condiciona a transmissão e a manifestação dos caracteres hereditários.


substantivo masculino [Biologia] Elemento do cromossomo, formado por um seguimento de ADN, que condiciona a transmissão e a manifestação dos caracteres hereditários, tornando um indivíduo diferente de outro.
Etimologia (origem da palavra gene). Do alemão Gen; pelo francês géne.


Gene, na definição da genética clássica, é a unidade fundamental da hereditariedade. Cada gene é formado por uma sequência específica de ácidos nucléicos – as biomoléculas mais importantes do controle celular, pois contêm a informação genética. Existem dois tipos de ácidos nucléicos: ácido desoxirribonucléico (ADN) e ácido ribonucléico (RNA). Pensava-se que o ser humano possuía aproximadamente 100 000 genes nos seus 46 cromossomos, porém estudos atuais sobre o genoma identificaram entre 20 000 e 25 000 genes.Dentro da genética moderna, o gene é uma sequência de nucleotídeos do ADN que pode ser transcrita em uma versão de RNA mensageiro responsavel pela síntese protéica (expressão). O termo gene foi criado por Wilhem Ludvig Johannsen. Desde então, muitas definições de gene foram propostas. O gene é um segmento de um cromossomo a que corresponde um código distinto, uma informação para produzir uma determinada proteína ou controlar uma característica, por exemplo, a cor dos olhos.
Atualmente, diz-se que um gene é um segmento de DNA que leva à produção de uma cadeia polipeptídica e inclui regiões que antecedem e que seguem a região codificadora, bem como sequências que não são traduzidas (íntrons) que se intercalam aos segmentos codificadores individuais (éxons), que são traduzidos.