justiceiro

justiceiro | adj. s. m.
jus·ti·cei·ro
(justiça + -eiro )
adjectivo e nome masculino adjetivo e nome masculino

1. Que ou quem faz justiça com rigor e zelo.

2. Que ou quem pretende fazer justiça com as próprias mãos.

3. Que ou quem luta pela aplicação da justiça.


adjetivo, substantivo masculino Que ou quem se empenha na aplicação da justiça.
Que ou quem é severo e rígido no fazer cumprir a lei.
Imparcial, inflexível, rigoroso: homem justiceiro.


Um justiceiro é alguém que, ocorrendo um crime, e tomado por sentimentos de injustiça em relação às ocorrências, decide agir à margem da lei, procurando punir os autores do crime. A essa situação, aplicam-se os termos autojustiça e vigilantismo. Em linguagem popular, designa-seː fazer justiça pelas próprias mãos. Os autores de tais actos podem ser civis ou agentes da autoridade (entre outros) e podem estar ou não ligados de alguma maneira à vítima ou vítimas desse crime (ou eles próprios serem vítimas do crime).
Acontecimentos desses ocorreram durante a Lei de Lynch nos Estados Unidos do século XIX e parte do século XX; nesses casos, foram multidões a encetar essas perseguições. Tal comportamento é considerado reprovável judicialmente (e, na maioria das sociedades, é considerado, também, um ato moralmente reprovável), portanto considerado um crime como outro qualquer, punível à luz do Direito. Não deve ser confundido com autodefesa e, não é de resto, uma transgressão muito comum.


Deixe um comentário