letargia

letargia | s. f.
le·tar·gi·a
nome feminino

1. Sono profundo em que a circulação e a respiração parecem estar suspensas.

2. [Figurado]   [Figurado]   Apatia, indolência extrema.


substantivo feminino Estado de inconsciência que se assemelha ao sono profundo.
[Figurado] Ausência de ânimo; excesso de preguiça; desânimo: ela não conseguiu tirar o filho da letargia.
[Por Extensão] Incapacidade para assimilar ou para responder às sensações, aos sentimentos, às emoções; desinteresse: a letargia de uma sociedade adormecida pelos abusos do governo.
[Psicologia] Condição intensa e demorada de inconsciência que, assemelhando-se ao sono profundo, faz com que uma pessoa seja despertada, mas volte à sua mesma condição (de inconsciência) logo após.
Etimologia (origem da palavra letargia). Do grego lethargía.


Letargia (do latim lethargia: lethe — esquecimento e argia — inação), é a perda temporária ou completa da sensibilidade e do movimento por causa fisiológica, ainda não identificada, levando o indivíduo a um estado mórbido em que as funções vitais estão atenuadas de tal forma que parece estarem suspensas, dando ao corpo a aparência de morte.
O paciente jaz imóvel, os membros pendentes sem rigidez alguma, a respiração e o pulso ficam praticamente imperceptíveis, as pupilas dilatadas e sem reação à luz. Há casos em que o paciente, apesar da inércia absoluta, tudo percebe e compreende, mas se encontra totalmente impossibilitado de reagir de qualquer forma. Por motivo da atividade psíquica conservada durante esse estado letárgico, dá-se o nome de letargia lúcida.
Antigamente, devido a falta de recursos da medicina, havia casos de pessoas dadas como mortas e que, posteriormente, no caso de exumações, verificou-se que o cadáver se encontrava em posição diferente da qual fora colocado no caixão ou de tampas arranhadas, sugerindo que tais pessoas foram enterradas vivas durante um estado letárgico. Atualmente a medicina reconhece como mortas somente as pessoas que não apresentem nenhuma atividade cerebral, o que impossibilitaria tal fato.
Assistindo ao filme “Tempo de Despertar” pode se ter uma ideia clara de exemplo de letargia.




Deixe um comentário