moda




moda | s. f.
mo·da |ó| mo·da |ó|
nome feminino

1. Uso passageiro que regula, de acordo com o gosto do momento, a forma de viver, de se vestir, etc.

2. Maneira de vestir.

3. Modo, costume, vontade.

4. [Música]   [Música]   Ária, cantiga.

5. [Estatística]   [Estatística]   Valor que possui maior número de ocorrências num levantamento de frequências .

à moda de • Segundo os costumes.

loja de modas • Aquela em que se vendem artigos de vestuário e de adorno.

na moda • Que é considerado um modelo ou estilo a seguir (ex.: o cabelo comprido está na moda). = EM VOGA

• Que goza de grande popularidade (ex.: na altura, eram músicas muito na moda). = EM VOGA

passar de moda • Deixar de se usar.Confrontar: muda.


substantivo feminino Uso passageiro que rege, de acordo com o gosto do momento, a maneira de viver, de vestir etc.
Fantasia, gosto, maneira ou modo segundo o qual cada um faz as coisas.
Cantiga, ária, modinha.
Estatística. Valor do argumento central da classe de frequência máxima.
Suponha-se que um menino conte os ovos de 77 ninhos de pássaros. Ele vê que quatro ninhos possuem um ovo cada um, 65 têm dois ovos cada um; cinco têm três ovos; e três têm quatro ovos. Os ninhos que contêm dois ovos são os que mais se repetem. Portanto, dois é a moda ou valor modal deste grupo de números. A moda é um tipo de média muito utilizada.
Estar na moda, estar em voga, ser geralmente usado.
Passar da moda, deixar de ser imitado, deixar de estar no gosto atual.
Bife à moda, prato feito de maneira especial por alguém, ou por um restaurante.
.

locução prepositiva À moda de, segundo o gosto de.


Moda, comportamento de uma dada época histórica. É um sinônimo de “costume”. A palavra provém do termo latino modus, através do francês mode. Em sentido estrito, porém, “moda” costuma se referir especificamente aos diversos estilos de vestuário que prevalecem numa dada sociedade numa dada época histórica.
Para criar estilo, os figurinistas utilizam-se de cinco elementos básicos: a cor, a silhueta, o caimento, a textura e a harmonia.
A moda é abordada como um fenômeno sociocultural que expressa os valores da sociedade – usos, hábitos e costumes – em um determinado momento. Já o estilismo e o design são elementos integrantes do conceito moda, cada qual com os seus papéis bem definidos.
A moda é um sistema que acompanha o vestuário e o tempo, que integra o simples uso das roupas no dia a dia a um contexto maior, político, social, sociológico. Pode-se ver a moda naquilo que se escolhe de manhã para vestir, no look de um punk, de um esqueitista e de um pop star, nas passarelas.
A cada dia que passa, o mundo da moda vem se superando e surpreendendo as pessoas, com cores vivas, tendências novas, cortes inusitados e inovadores.
A moda proporciona, aos que a seguem, uma inspiração sempre inovadora e ousada.

Convém ressaltar que, deixando de lado a tendência etnocêntrica, a qual ainda hoje é preponderante, devemos ter clareza de que a moda, enquanto fenômeno, só se tornou “universal” em meados do século XIX, com o advento da crinolina. Até então, cada povo possuía sua própria maneira de se vestir e ornamentar, de maneira que conviviam diversas manifestações e estilos numa mesma época.
Mesmo hoje no tempo em que vivemos, na fase da globalização, não se pode esquecer que o mundo muçulmano se constitui num universo à parte, onde a burca e o chador ainda são amplamente utilizados, e que populações inteiras, como a maior parte da Índia e as comunidades indígenas, bosquímanas e aborígenes australianas, por exemplo, estão apartadas da dita moda mundial.