mórula

morula | s. f. mórula | s. f.
mo·ru·la
nome feminino

Árvore da África Oriental, de cujos frutos se fabrica uma espécie de cerveja.
mó·ru·la mó·ru·la
(latim científico morula )
nome feminino

1. Pequena demora; curta dilação.

2. [Embriologia]   [Embriologia]   Primeira fase do desenvolvimento do embrião, anterior à blástula, que se caracteriza pelo agregado de corpúsculos proveniente de segmentação do óvulo fecundado.


substantivo feminino Primeiro estádio da evolução do embrião animal, formado por uma esfera cheia de células: a mórula precede, na fase de evolução, a blástula.
Pequena demora ou espera da realização de qualquer negócio.
[Botânica] Árvore natural de Moçambique, cujos frutos servem para fabricar uma bebida fermentada, semelhante à cerveja; O mesmo que ocanho.


Mórula (do latim morula, diminutivo de morus, amora) é o primeiro estágio da embriogênese de alguns tipos de zigotos (célula resultante da união do gameta feminino e masculino), processo que ocorre logo após a fertilização, e este sofre sucessivas clivagens até a formação da blástula, passando pelo estágio de mórula. Este estágio se caracteriza por uma massa sólida com cerca de 12 a 32 blastômeros, que mudam sua forma e se juntam uns aos outros para formar uma bola compacta de células, dependendo do filo, com a aparência de uma amora, da qual tomou o nome. Este fenômeno – compactação – provavelmente é mediado por glicoproteínas. O estágio de mórula ocorre 3 a 4 dias após a fecundação, coincidindo com a entrada do embrião no útero.
Conforme ocorrem as sucessivas clivagens, há a formação de uma cavidade interna, a blastocele, e assim o embrião passa do estágio de mórula para o estágio de blástula.
Durante essa fase do desenvolvimento embrionário, o gene que é mais expresso é o GATA6, o qual codifica uma proteína de junção celular do tipo adesiva. Além dele, outros genes que codificam proteínas de junções celulares comunicantes e também proteínas constitutivas do citoesqueleto são expressos nessa etapa. Outros genes expressos em menor grau são Sox2, Oct4, Nanog, Cdx2, Eomes, Fgfr2, Fgf4, Occludina, ZO1, Desmoplaquina, E-caderina e GATA4.




Deixe um comentário