narcótico

narcótico | adj. | s. m.
nar·có·ti·co
adjectivo adjetivo

1. Que faz adormecer.nome masculino

2. Substância narcótica.

3. [Figurado]   [Figurado]   Coisa ou pessoa que causa sono.


substantivo masculino Substância que amortece os sentidos, causando perda da sensibilidade e, quando consumida em quantidades excessivas, pode provocar euforia, estupor etc., podendo levar ao coma; droga.
[Figurado] Qualquer coisa que entorpeça: vídeo-game pode ser para algumas pessoas um narcótico.
adjetivo Que provoca narcose, estado de sonolência, de inconsciência e entorpecimento, geralmente produzido por um medicamento ou substância.
Próprio e característico do que tem propriedades para causar esse estado.
[Figurado] Capaz de causar perda da sensibilidade, amortecimento dos sentidos.
[Figurado] Que provoca sono; sonífero.
Etimologia (origem da palavra narcótico). Do grego narkotikós.é.ón, capaz de entorpecer”.


O termo narcótico (do grego: νάρκωσις , “estupefação”, “torpor”) refere-se a uma variedade de substâncias que fazem adormecer e reduzem ou eliminam a sensibilidade (chama-se a esse estado narcose). Em medicina, o termo designa apenas o ópio, os derivados do ópio e os seus substitutos sintéticos ou semi-sintéticos (opióides ou opiáceos), usados como anestésicos.
Em termos legais, narcótico é qualquer tipo de droga cujo uso é proibido ou permitido somente com prescrição médica – tais como heroína, codeína, morfina e tramadol.A morfina é a droga padrão para aliviar a dor, sendo portanto usada na avaliação das outras drogas narcóticas. Drogas naturais e sintéticas semelhantes à morfina são largamente empregadas tanto contra dores agudas de curta duração — resultantes de cirurgias, fraturas, queimaduras, etc — como contra dores persistentes — nos casos de pacientes terminais de câncer, por exemplo. Narcóticos deprimem o sistema nervoso central e produzem assim sonolência e acentuada redução na sensibilidade à dor. Como efeitos colaterais, produzem náusea e vômitos, prisão de ventre, coceira, rubor, contração das pupilas e depressão respiratória.Outras substâncias, embora possam ser legalmente referidas como narcóticos são, do ponto de vista técnico farmacológico, completamente diferentes das derivadas do ópio. A cocaína, por exemplo, produzida a partir da folha de coca não é um narcótico mas um estimulante do sistema nervoso central.