neurastenia

neurastenia | s. f.
neu·ras·te·ni·a
(neuro- + astenia )
nome feminino

[Medicina]   [Medicina]   Neurose com enfraquecimento da força nervosa, perturbações mentais do tipo tristeza, apatia e, muitas vezes, com indisposições físicas como dores de cabeça, perturbações digestivas, etc.


substantivo feminino Neurose que acarreta enfraquecimento da força nervosa; perturbações mentais caracterizadas pela debilidade do sistema nervoso, com sintomas de tristeza, falta de vontade, perda de memória, ideação difícil, impotência, e, com maior frequência, males físicos do tipo das dores de cabeça, perturbações vasomotoras e sensitivas.
[Popular] Mau humor, irritabilidade fácil.


Neurastenia (neuro = cérebro, astenia= fraqueza), é um transtorno psicológico resultado do enfraquecimento do sistema nervoso central, culminando em astenia física e mental.É um termo antigo, usado pela primeira vez por George Miller Beard em 1869 para designar um quadro de exaustão física e psicológica, fraqueza, nervosismo e sensibilidade aumentada (principalmente irritabilidade e humor depressivo). Era um diagnóstico muito frequente no final do século XIX que desapareceu e foi revivido várias vezes durante o século XX sendo incluído no CID-10 pela OMS mas não pelo dicionário de saúde mental atual (DSM IV). Sua prevalência está entre 3 e 11% da população mundial, sendo tão comum em homens quanto em mulheres.




Deixe um comentário