órbita

órbita | s. f. orbita ór·bi·ta
(latim orbita, -ae, trajectória )
nome feminino

1. Curva que os planetas descrevem à volta do Sol.

2. Caminho percorrido por um astro.

3. [Figurado]   [Figurado]   Esfera de acção .

4. Área.

5. [Anatomia]   [Anatomia]   Cavidade que encerra o olho.

6. [Zoologia]   [Zoologia]   Contorno do olho das aves.


substantivo feminino [Astronomia] Trajetória que um astro realiza em torno de outro.
[Astronomia] Trajetória descrita por um planeta em torno do Sol, ou por um satélite em torno de seu planeta.
[Astronomia] Caminho percorrido por um corpo celeste em virtude de seu movimento próprio ou aparente.
[Física] Trajetória de um corpo animado de um movimento periódico.
[Biologia] Cavidade óssea da face, em que está situado o olho; a arcada orbitária ou orbital.
[Figurado] Esfera de ação; campo ou área de atuação; limite: este assunto está fora da órbita em questão.
Etimologia (origem da palavra órbita). Do latim orbita, ae.


Em física, órbita é a trajetória que um corpo percorre ao redor de outro sob a influência de alguma força (normalmente gravítica). Segundo as leis do movimento planetário de Johannes Kepler, as órbitas são aproximadamente elípticas, embora os planetas próximos ao Sol ao redor do qual orbitam tenham órbitas quase circulares. Mais tarde, Isaac Newton demonstrou que algumas órbitas, como as de certos cometas, são hiperbólicas e outras parabólicas. Albert Einstein, mais tarde, foi capaz de mostrar que a gravidade existe devido a curvatura do espaço-tempo, e que as órbitas dependem de geodésicas e esta é a alternativa mais aceita nos tempos modernos.
Dentro de um sistema solar, os planetas, asteroides, cometas e outros objetos de menor tamanho percorrem órbitas aproximadamente elípticas ao redor do Sol, enquanto que as luas e outros satélites fazem o próprio ao redor dos planetas. Seja qual for a órbita seguida pelo objeto, o corpo ao redor de que descreve sua trajetória se encontra situado no foco da cónica descrita, de modo que sempre podem definir-se dois pontos singulares, como o de maior afastamento ou apoastro, e o de maior aproximação ou periastro.