oxalá

oxalá | interj. oxalá | s. m.
o·xa·lá 1
(espanhol ojalá, do árabe wa xallah ou in xallah, queira deus, se deus quiser )
interjeição

Usa-se para exprimir desejo (ex.: oxalá não chova; – vai correr tudo bem, não vai? – oxalá!). = TOMARA
o·xa·lá o·xa·lá 2
(ioruba oxala, de Orixa-n-la, o grande orixá )
nome masculino

[Brasil]   [Brasil]   [Religião]   [Religião]   Divindade superior entre os orixás (ex.: festa em homenagem a Oxalá). (Com inicial maiúscula.) = OBATALÁ


interjeição Exprime o desejo muito forte de que certa coisa aconteça; tomara!, queira Deus!: oxalá tudo saia como planejamos.
Etimologia (origem da palavra oxalá). Do árabe in xā llāẖ, “se Deus quiser”.
substantivo masculino [Religião] No panteão iorubá, divindade superior entre os orixás; obatalá.
Etimologia (origem da palavra oxalá). Do iorubá orixaala, de Orixa-n-la, “orixá supremo”.


Oxalá é a grafia de duas palavras homônimas e homógrafas de significados diferentes. Um tem origem árabe, da expressão “‘in sha’ allh”, cujo significado é “se Deus quiser”, e que é utilizada como interjeição para expressar o desejo que algo aconteça – nesse sentido, é sinónimo de “tomara” ou “queira Deus”. Em castelhano teve desenvolvimento semelhante e deu origem à palavra ojalá, exatamente com o mesmo significado de oxalá em galego e português.

O outro vem do iorubá Òrìsànlá, nome de um orixá também conhecido como Obatalá. “Oxalufã”, “Oxaguiã” e “Obatalá” são termos procedentes da língua iorubá.




Deixe um comentário