pânico

panico | s. m. pânico | s. m. | adj.
pa·ni·co
substantivo masculino

[Botânica]   [Botânica]   Género de poáceas a que pertence ou pertenceu o painço.Confrontar: pânico.

pâ·ni·co pâ·ni·co
substantivo masculino

1. Medo, susto, eventualmente infundados.adjectivo adjetivo

2. Que assusta, súbita e violentamente, sem motivo.Confrontar: panico.


adjetivo Que causa terror e medo; que assusta ou amedronta sem razões aparentes.
Que provoca susto, medo e sai do controle da razão.
Medo desesperado que causa uma reação descontrolada.
substantivo masculino Pavor repentino; medo súbito sem razões aparentes que causa reações desequilibradas.
Etimologia (origem da palavra pânico). Do grego Panikós.é.ón.


Pânico é um sentimento esmagador de medo ou ansiedade. É um medo repentino e uma ansiedade sobre eventos antecipados.
A palavra “pânico” deriva do grego πανικός (“pertencente ao deus dos rebanhos, Pã”), que levou diversão de assustadores rebanhos de caprinos e ovinos em explosões repentinas de medo incontrolável. Os gregos antigos creditavam a vitória na batalha de Maratona a Pã. Eles usavam seu nome para o medo exibido pelos soldados inimigos em fuga.
Na natureza, o “estado de pânico” é um sistema de defesa normal e útil que ativa todas as regiões do cérebro que estão relacionadas à atenção. É como se o animal entrasse em alerta máximo e num processo de fuga. Uma característica, por exemplo, é perder um pouco da sensibilidade nas extremidades do corpo para facilitar a fuga; ferimentos leves são ignorados enquanto um animal foge de seu predador. Porém, para o ser-humano, o pânico em situações que não expressam real perigo, pode ser uma doença que atrapalha o convívio social, chamada de síndrome do pânico. O “medo do pânico” pode se tornar o transtorno do pânico relacionadas a outros tipos de patologia psiquiátrica como crise de ansiedade, depressão, estresse e outros.




Deixe um comentário