parêntese

parêntese | s. m.
pa·rên·te·se
(grego parénthesis, -eós )
nome masculino

1. Palavra ou frase interposta no discurso.

2. [Ortografia]   [Ortografia]   Cada um dos sinais ortográficos, geralmente ( ), [ ] ou < >, usados para se encerrar uma palavra ou frase interposta no discurso, entre outras funções.

3. Frase isolada com que se interrompe quem fala ou com que se interrompe o discurso. = APARTE, COMENTÁRIO

abrir parênteses • Interromper um período ou um discurso para dizer uma coisa diferente do que se dizia; começar algo interposto no discurso.

entre parênteses • Por modo de digressão ou aparte.

fechar o parêntese • Concluir uma digressão ou algo interposto no discurso.

parêntese angular • [Ortografia]   • [Ortografia]   Cada um dos sinais ortográficos do par < >, com diversas utilizações, nomeadamente em linguagens de programação.

parêntese curvo • [Ortografia]   • [Ortografia]   Cada um dos sinais ortográficos do par ( ), com diversas utilizações, nomeadamente para delimitar inserções no discurso, exemplos, operações aritméticas, alíneas.

parêntese recto • [Ortografia]   • [Ortografia]   Cada um dos sinais ortográficos do par [ ], com diversas utilizações, nomeadamente para delimitar transcrições fonéticas, para indicar que se incluiu ou suprimiu texto, etc., e ainda com as mesmas utilizações dos parênteses curvos, intercalando um segmento que já contém parênteses curvos. = COLCHETE

Sinónimo Sinônimo Geral: PARÊNTESIS
Ver também dúvida linguística: uso de parênteses rectos.


substantivo masculino Sinal gráfico que representa uma frase ou palavra intercalada cujo sentido é secundário no período em que se encontra, geralmente adicionando uma informação que não altera seu sentido principal.
Frase ou palavra acessória com sentido secundário, marcada por esse sinal gráfico: a etimologia no Dicio está entre parênteses.
[Matemática] Sinal que, isolando uma expressão algébrica, indica que a mesma operação se aplica à expressão inteira.
Afastamento do assunto principal; digressão: abrir um parêntese.
locução adverbial Entre parênteses. Sem ligação com o que precede ou o que se segue.
Etimologia (origem da palavra parêntese). Do grego parenthesis.


Um parêntese ou parêntesis (do grego παρένθεσις, “inserção”) são utilizados para interpor uma palavra, expressão ou frase num texto para adicionar informação, normalmente explicativa, mas não essencial. A característica fundamental dos parênteses é não afetar a estrutura sintática do período em que é inserido.
Por extensão de sentido, são chamados parênteses os sinais tipográficos — “(” [abre] e “)” [fecha] — que delimitam esses elementos aditivos no discurso.
Usam-se ( ) para isolar palavras, locuções ou frases intercaladas no período, com caráter explicativo, as quais são proferidas em tom mais baixo:
– “Finjamos pois (o que até fingido e imaginado faz horror), finjamos que vem a Bahia e o resto do Brasil a mãos dos holandeses…” (Vieira)
Também entre parênteses devem ser postos os nomes de autores, obras, capítulos, etc., relativos a citações feitas, como foi feito ao final do exemplo acima.
Os parênteses são usados no caso de parte independente de uma sentença ou parágrafo, não diretamente relacionada com o restante da oração:

Os profissionais liberais (advogados, médicos, dentistas, engenheiros), quando exercem a profissão por conta própria, são considerados segurados autônomos.
São usados para incluir quantias ou números já expostos por extenso:

Trezentos mil reais (R$ 300.000,00).São usados também em caso de siglas de estado:

Belo Horizonte (MG)Obs: Esses parênteses podem ser substituídos pela barra diagonal:

Belo Horizonte/MG




Deixe um comentário