potenciômetro

potenciómetro potenciômetro | s. m. potenciómetro po·ten·ci·ó·me·tro po·ten·ci·ô·me·tro
nome masculino

1. [Electricidade]   [Eletricidade]   [Eletricidade]   Aparelho para medir as diferenças de potencial e as forças electromotrizes .

2. Resistência regulável que serve de divisor de tensão.• Grafia no Brasil: potenciômetro. • Grafia no Brasil: potenciômetro. • Grafia em Portugal:potenciómetro. • Grafia em Portugal:potenciómetro.


substantivo masculino Eletr. Instrumento que mede com precisão corrente elétrica, voltagem e resistência elétrica, indicando quedas de voltagem ou diferenças de potencial pela comparação de uma força eletromotriz desconhecida com uma conhecida.
É utilizado para calibrar voltímetros ou amperímetros, e para controlar a intensidade e a tonalidade da audição em radiodifusão.
Eletrôn. Resistor utilizado em aparelhos de radiodifusão, televisão etc., para graduar tensões.


Um potenciómetro (pt) ou potenciômetro (pt-BR) pronúncia em português: /potẽci’õmetɾu/ é um componente eletrônico que possui resistência elétrica ajustável. Geralmente, é um resistor de três terminais onde a conexão central é deslizante e manipulável. Se todos os três terminais são usados, ele atua como um divisor de tensão.Existem comercialmente, potenciômetros confeccionados com substrato em fio e carvão condutivo, a depender da corrente elétrica que circula nestes. Há potenciômetros cujo giro é de 270 graus e outros de maior precisão chamados multivoltas.
Em relação à curva de resposta em função do ângulo de giro do eixo, existem alguns tipos de potenciômetros, dentre os quais os mais comuns são os lineares (sufixo B ao final do código) e os logarítmicos (sufixo A ao final do código comercial do valor), mas existem outros tipo como por exemplo o exponencial.
Exemplo de especificação de potenciômetro linear: 50 KΩ, ou seja, de 50.000 ohms, linear.
Os potenciômetros lineares possuem curva de variação de resistência constante (linear) em relação ao ângulo de giro do eixo. Os potenciômetros logarítmicos, por sua vez, apresentam uma variação de resistência ao ângulo de giro do eixo mais adaptada à curva de resposta de audibilidade do ouvido humano. Considerando um aparelho de som, os potenciômetros lineares são recomendados para uso em controle de tonalidade (graves, médios e agudos) já os logarítmicos são mais recomendados para controles de volume.




Deixe um comentário