reencarnação

reencarnação | s. f. derivação fem. sing. de reencarnar
re·en·car·na·ção
(re- + encarnação )
nome feminino

Acto ou efeito de reencarnar ou de entrar num corpo que não era o que ocupava numa existência anterior. (Forma considerada preferível a reincarnação.)
Ver também dúvida linguística: reedição ou re-edição, com o novo Acordo?.

re·en·car·nar re·en·car·nar – Conjugar
(re- + encarnar )
verbo transitivo, intransitivo e pronominal

Entrar uma alma num corpo que não era o que ocupava numa existência anterior. (Forma considerada preferível a reincarnar.)
Ver também dúvida linguística: reedição ou re-edição, com o novo Acordo?.


substantivo feminino Ato de reencarnar; nova encarnação.
[Espiritismo] Crença de que, após a morte, a alma da pessoa morta volta à vida pelo corpo de outra pessoa: acreditam que ele é a reencarnação de Mozart.
[Religião] Pelo Cristianismo, ressurreição dos corpos no dia Juízo Final ou no dia do julgamento final.
[Figurado] Retorno de algo com uma nova forma, aspecto.
Etimologia (origem da palavra reencarnação). Reencarnar + ção.


Reencarnação é uma ideia central de diversos sistemas filosóficos e religiosos, segundo a qual uma porção do Ser é capaz de subsistir à morte do corpo. Chamada consciência, espírito ou alma, essa porção seria capaz de ligar-se sucessivamente a diversos corpos para a consecução de um fim específico, como o auto-aperfeiçoamento ou a anulação do carma. A reencarnação pode ser definida como a ação de encarnar-se sucessivas vezes, ou seja, derivada do conceito aceito por doutrinas religiosas e filosóficas de que, na morte física, a alma não entra num estágio final, mas volta ao ciclo de renascimentos. No Ocidente, Heródoto menciona esta doutrina como sendo de origem egípcia, sendo que nessa concepção a reencarnação se dava instantaneamente após a morte, passando a alma para uma criatura que estava nascendo (que poderia ser da terra, da água ou do ar), percorrendo todas as criaturas em um ciclo de três mil anos.A reencarnação encontra defesa na filosofia desde as tradições indianas, no Oriente, e em Pitágoras no Ocidente. Atualmente, este conceito é aceito por filosofias e religiões do mundo todo, em especial na Ásia. É chamada também de transmigração da alma e metempsicose (esta última denominação é mais encontrada em filosofias orientais em que admite-se que alma pode regressar em corpos de animais).
Objeto de estudo da parapsicologia (considerada por alguns como pseudociência, enquanto por outros como um campo de pesquisa psicológica cientificamente válido), o consenso científico atual não suporta as alegações deste e de outros supostos fenômenos paranormais.


Deixe um comentário