ruído

ruído | s. m. masc. sing. part. pass. de ruir
ru·í·do
(latim rugitus, -us, rugido )
nome masculino

1. Som produzido pela queda ou choque de um corpo. = ESTRÉPITO, ESTRONDO, FRAGOR

2. Som desarmónico ; som com vibrações irregulares. = ESTRÉPITO, ESTRONDO, FRAGOR

3. Som de muitas vozes. = ALVOROÇO, GRITARIA, TUMULTO

4. Som continuado. = BULÍCIO, RUMOR

5. [Telecomunicações]   [Telecomunicações]   Som ou perturbação numa comunicação ou transmissão.

6. Notícia não confirmada que é do domínio público. = BOATO, FAMA, RUMOR

7. Acto ou preparativo que chama a atenção. = ESTARDALHAÇO, ESPALHAFATO, OSTENTAÇÃO, POMPA

8. Sensação profunda; viva impressão.Confrontar: roído.

ru·ir |u-í| ru·ir |u-í| – Conjugar
(latim ruo, -ere )
verbo intransitivo

1. Cair com ímpeto e rapidamente (ex.: o prédio ruiu). = DESABAR, DESMORONAR, DESPENHAR-SE

2. [Figurado]   [Figurado]   Deixar de existir (ex.: as esperanças ruíram). = DESAPARECER, DESFAZER-SE
Ver também dúvida linguística: conjugação de ruir.


Ruido vem do verbo ruidar. O mesmo que: rujo, sussurro.


No senso comum, a palavra ruído significa barulho, som ou poluição sonora não desejada. Na eletrônica o ruído pode ser associado à percepção acústica, por exemplo de um “chiado” característico (ruído branco) ou aos “chuviscos” na recepção fraca de um sinal de televisão. De forma parecida a granulação de uma foto, quando evidente, também tem o sentido de ruído. No processamento de sinais o ruído pode ser entendido como um sinal aleatório, sendo importante a relação Sinal/Ruído na comunicação. Na Teoria da informação o ruído é considerado como portador de informação.
O ruído faz-se presente nos estudos de Acústica, Cibernética, Biologia, Eletrônica, Computação e Comunicação.




Deixe um comentário