silêncio

silêncio | s. m. | interj. silencio si·lên·ci·o
(latim silentium, -ii )
substantivo masculino

1. Estado de quem se abstém ou pára de falar.

2. Cessação de som ou ruído.

3. Interrupção de correspondência ou de comunicação.

4. Omissão de uma explicação.

5. Sossego, quietude, calma.

6. Segredo, sigilo.

7. Toque nos quartéis e conventos, depois do recolher.interjeição

8. Expressão usada para impedir de falar ou pedir que alguém se cale. = CALUDA

remeter-se ao silêncio • Calar-se.


substantivo masculino Ausência de qualquer ruído: o silêncio da noite.
Condição de quem se cala ou prefere não falar.
Excesso de calma, de tranquilidade; sossego, repouso, inação: por alguns dias, as paixões ficaram em silêncio.
Aquilo cuja causa é oculta, desconhecida; mistério, segredo: no silêncio prepara seus golpes mortais.
Opção de manter algo consigo, de não falar nem expor o que se sabe: sobre a traição, preferiu o silêncio.
Tendência para permanecer quieto; taciturnidade, discrição.
[Música] Interrupção mais ou menos longa do som; pausa.
[Música] Sinal musical que representa a pausa.
expressão Silêncio mortal. Silêncio absoluto.
Guardar silêncio. Calar-se.
Etimologia (origem da palavra silêncio). Do latim silentium.ii.


Silêncio é a ausência total ou relativa de sons audíveis. Por analogia, o termo também se refere a qualquer ausência de comunicação, ainda que por meios diferentes da fala.
Na análise do discurso, breves ausências de fala marcam as fronteiras das unidades prosódicas utilizadas pelos falantes. O silêncio na fala pode ser resultado de hesitação, gagueira, autocorreção ou de uma liberada diminuição no ritmo ou velocidade com o propósito de clarificar ou processar as ideias.
De acordo com as normas culturais, o silêncio pode ser interpretado como positivo ou negativo. Por exemplo, numa organização cristã, além que diversas Ordens Religiosas Católicas, aos Monges fazerem o Rito de Profissão Solene ele deve fazer o voto de silêncio, que é redimir toda sua vida num sagrado silêncio durante trabalho e oração.




Deixe um comentário