sujeito

sujeito | adj. | s. m. 1ª pess. sing. pres. ind. de sujeitar masc. sing. part. pass. de sujeitar
su·jei·to
(latim subjectus, -a, -um, particípio passado de subjicio, -ere, pôr debaixo, submeter, subordinar, expor, levantar )
adjectivo adjetivo

1. Que se sujeitou a algo ou alguém.

2. Dependente, subordinado.

3. Domado, subjugado, submetido.

4. Que está sob determinado dever, obrigação, etc. (ex.: sujeito às regras).

5. Obediente; dócil, cativo.

6. Que apresenta determinada vulnerabilidade ou possibilidade (ex.: sujeito às intempéries). = EXPOSTO,SUSCEPTÍVELsubstantivo masculino

7. Pessoa de quem se omite ou desconhece o nome. (Feminino: sujeita.) = INDIVÍDUO

8. Pessoa dependente de um rei ou suserano. = SÚBDITO , VASSALO

9. Assunto, tema.

10. [Gramática]   [Gramática]   Função sintáctica desempenhada por palavra ou grupo de palavras que compõem um constituinte nominal ou oracional com o qual concorda e sobre o qual se expressa o predicado (ex.: nas frases seguintes, o sujeito está sublinhado: hoje eu acordei tarde; o quadro, felizmente, foi recuperado pela polícia; a noiva e o pai ainda não chegaram; é muito agradável ter a lareira acesa; quem quiser pode ficar com o lugar; alegra-me que todos tenham vindo).

11. [Filosofia]   [Filosofia]   Entidade que tem a capacidade de conhecer, por oposição ao objecto .

12. [Lógica]   [Lógica]   Pessoa ou coisa sobre a qual o verbo afirma ou nega alguma propriedade ou atributo.

sujeito expletivo • [Gramática]   • [Gramática]   Sujeito gramatical que não pode ter um referente, apenas tem função de estilo ou de ênfase (como em ele acontece cada coisa!).

sujeito indeterminado • [Gramática]   • [Gramática]   Sujeito que se refere a uma entidade indefinida (como em dizem que amanhã vai estar sol; diz-se que fugiu do país).

sujeito nulo • [Gramática]   • [Gramática]   Sujeito que não se encontra expresso em palavras na frase (como em hoje acordei tarde).
Ver também dúvida linguística: sujeito / termo da oração / função sintáctica.

su·jei·tar su·jei·tar – Conjugar
(latim subjecto, -are, pôr debaixo, aproximar, levantar, de subjicio, -ere, pôr debaixo, submeter, subordinar, expor, levantar )
verbo transitivo

1. Reduzir à sujeição ou obediência. = SUBJUGAR

2. Ter sujeito ou preso. = PRENDER, SEGURAR

3. Submeter para sofrer alterações ou modificações.verbo pronominal

4. Submeter-se; dobrar a cerviz, render-se; limitar-se; adstringir-se.


substantivo masculino Pessoa indeterminada: esteve um sujeito à sua procura.
[Gramática] Termo da oração a respeito do qual se enuncia alguma coisa.
Quem se subordina ou está subordinado a; vassalo, súdito.
[Filosofia] Espírito que conhece, em relação ao objeto que é conhecido.
[Jurídico] Pessoa vinculada a uma relação jurídica.
[História] Designação que os sertanejos davam aos escravos.
adjetivo Submisso a; subordinado: todos estão sujeitos à mesma lei.
[Figurado] Que obedece sem se opor; dócil, escravizado, cativo, dominado: sentimentos sujeitos aos caprichos dela.
Que se expôs; exposto: fica sujeito ao ridículo.
Que apresenta uma tendência ou inclinação para; inclinado, predisposto: sujeito à embriaguez.
Que comporta; suscetível de: texto sujeito a modificações.
Etimologia (origem da palavra sujeito). Do latim subjetctus, a, um; de subjicere, “submeter, subordinar”.


Em análise sintática, o sujeito é um dos termos essenciais da oração, geralmente responsável por realizar ou sofrer uma ação ou estado. Ele é o termo com qual o verbo concorda. Na língua portuguesa, o sujeito guia a terminação verbal em número e pessoa e é marcado pelo caso reto quando são usados os pronomes pessoais. As regras de regência do sujeito sobre o verbo são denominadas concordância verbal. Na frase, “Nós vamos ao teatro”, “vamos” é uma forma do verbo “ir” da primeira pessoa do plural que concorda com o sujeito “nós”.[carece de fontes?]Para os verbos que denotam ação, frequentemente o sujeito da voz ativa é o constituinte da oração que designa o ser que pratica a ação e o da voz passiva é o que sofre suas consequências. Sob outra tradição, o sujeito (psicológico) é o constituinte do qual se diz alguma coisa. Segundo Bechara, “É o termo da oração que indica a pessoa ou a coisa de que afirmamos ou negamos uma ação ou qualidade”.[carece de fontes?]Exemplos:

O pássaro voa.
Os pássaros voam.O menino brinca.
Os meninos brincam.Pedro saiu cedo.
Os jovens saíram.Didaticamente, fazemos uma pergunta para o verbo: Quem é que? ou Que é que? ― e teremos a resposta; esta resposta será o sujeito. O sujeito simples tem um núcleo.

O menino brinca.Quem é que brinca? O menino. Logo, o menino é o sujeito da frase.

O livro é bom.O que é que é bom? O livro. Logo, o livro é o sujeito da frase.




Deixe um comentário