bookmark_borderO que é indescritível

indescritível | adj. 2 g.
in·des·cri·tí·vel
adjectivo de dois géneros adjetivo de dois géneros

1. Que não pode ser descrito.

2. Maravilhoso.

3. Extraordinário, assombroso.


adjetivo Que não se consegue descrever nem demonstrar: sensação indescritível.
[Por Extensão] Que não se pode explicar por ser muito complexo.
[Figurado] Que desperta admiração; que causa espanto: tratou-me com uma grosseria indescritível.
Etimologia (origem da palavra indescritível). In + descritível.


Indescritível é um álbum ao vivo da dupla sertaneja brasileira João Bosco & Vinícius. O álbum foi lançado oficialmente em 13 de maio de 2014 pela Universal Music, O CD tem 14 faixas e traz os sucessos “Eu Vou Morrer de Amor”, “Um Lugarzinho na Sua Cama”, “Indescritível”, “Girassol” e “Sorte é Ter Você”.


bookmark_borderO que é curtição

curtição | s. f. derivação fem. sing. de curtir
cur·ti·ção
(curtir + -ção )
nome feminino

1. Acto ou efeito de curtir. = CURTIMENTO, CURTIMENTA

2. [Informal]   [Informal]   Coisa, facto ou pessoa que provoca prazer. = CURTE
cur·tir cur·tir – Conjugar
(origem controversa )
verbo transitivo

1. Preparar peles, couros para os tornar imputrescíveis.

2. Remolhar matérias têxteis para as abrandar e lhes poder separar as fibras.

3. Conservar alimentos em líquido adequado. = CURAR

4. Queimar a pele por exposição ao sol ou ao vento.

5. [Figurado]   [Figurado]   Suportar sofrimento ou situação penosa. = AGUENTAR , PADECER, SOFRER

6. [Figurado]   [Figurado]   Tornar mais forte, mais resistente. = CALEJAR, ENDURECER

7. [Informal]   [Informal]   Ressacar.

8. [Informal]   [Informal]   Sentir prazer ou satisfação por; gostar muito de (ex.: ele curte ouvir música clássica). = APRECIAR, DELEITAR-SE, DESFRUTARverbo transitivo e intransitivo

9. [Informal]   [Informal]   Trocar carícias sexuais.


substantivo feminino [Gíria] Diversão; o que causa prazer, deleite: a festa foi uma curtição.
[Gíria] O que está na moda, acontecendo neste momento.
[Gíria] Barato; reunião das sensações provocadas pelo consumo de droga.
Ação de curtir, de colocar couro e/ou pele de molho para amaciá-los.
Etimologia (origem da palavra curtição). Curtir + ção.


Curtição é o segundo álbum de estúdio da dupla sertaneja brasileira João Bosco & Vinícius lançado em 2009 pela Sony Music e tem a produção do compositor e empresário Euler Coelho. Com 14 faixas, o CD traz o single “Chora, me Liga”, que figurou entre as 10 músicas mais tocadas nas rádios brasileiras.
Ainda no repertório, João Bosco & Vinícius interpretam canções assinadas por Daniel, Rick, Carlos Randall e Cezar, além de resgatar sucessos como “Coração Só Vê Você” (Cezar & Paulinho) e “Malícia de Mulher” (João Paulo & Daniel). Outra novidade fica por conta da canção “Ai que saudade me dá”, composta pela dupla em parceria com o músico Alisson. A turnê de divulgação do novo álbum inicia em março de 2009. Destaques também para as músicas “Canto, bebo e choro”, “Terremoto”, “Sufoco”, “Meu mundo gira”, “Larguei de ser besta”, “Saudades de mim” e “Semi-Luz”, do segundo disco da dupla Leandro & Leonardo. O álbum chegou a ser indicado ao Grammy Latino na categoria de Melhor Álbum de Música Setaneja. Recebeu o disco de ouro pela ABPD pelas vendas de 100 mil cópias.


bookmark_borderO que é inevitável

inevitável | adj. 2 g.
i·ne·vi·tá·vel
adjectivo de dois géneros adjetivo de dois géneros

Impossível de evitar; fatal.


substantivo masculino Aquilo que não se pode impedir: o inevitável ainda está por vir.
adjetivo Que não pode ser evitado nem impedido: a morte é inevitável.
[Informal] Que aparece com frequência: está com seu inevitável amigo.
Etimologia (origem da palavra inevitável). Do latim inevitabilis.e.


Inevitável é o 11º álbum da dupla sertaneja Bruno & Marrone, lançado em novembro de 2003 pela BMG. Seu repertório inclui sucessos como “Vai Dar Namoro”, “Deixa”, “Doce Desejo” (com Claudia Leitte), “Inevitável” e “Será”. Devido ao sucesso no álbum anterior, a canção “Ligação Urbana” foi incluída neste disco, em uma versão inédita ao vivo, gravada no show de aniversário de Mogi das Cruzes, em outubro do mesmo ano.Com o lançamento de Inevitável, o sucesso não só se repetiu, como se ampliou. O primeiro single, “Vai Dar Namoro”, ficou na primeira colocação entre as mais tocadas por sete semanas consecutivas e entre as cinco mais por 24 semanas. A segunda faixa de trabalho, “Deixa”, seguiu o mesmo caminho, e em pouco tempo uma terceira música foi para as rádios, “Será”. Na semana de 22 a 28 de julho, as duas músicas apareciam entre as 25 mais tocadas em São Paulo, segundo o instituto de pesquisa Nopem.
No mesmo período, Inevitável estava em segundo lugar entre os discos mais vendidos na capital paulista. Até mesmo no Rio de Janeiro, cidade sem muita tradição de música sertaneja, Bruno & Marrone apareciam bem, figurando numa ótima nona posição. Somados, Inevitável e Sonhos, Planos, Fantasias, até julho de 2004, venderam mais de um milhão de cópias, sendo 800 mil só do último trabalho da dupla. Segundo a BMG, Inevitável vendeu por mês mais de 70 mil cópias, o que equivale, segundo as novas regras da ABPD, a um disco de ouro a cada 30 dias.O disco superou a marca de 1.000.000 de cópias vendidas, garantindo à dupla seu segundo disco de diamante.