bookmark_borderO que é paradeiro

paradeiro | s. m.
pa·ra·dei·ro
substantivo masculino

1. Lugar ou sítio onde alguém ou alguma coisa está ou vai parar.

2. [Figurado]   [Figurado]   Fim ou termo de alguma coisa.

Sinónimo Sinônimo Geral: PARADOIRO, PARADOURO


substantivo masculino Lugar ou momento onde uma pessoa ou coisa está, vai parar ou permanece, muitas vezes referido quando é desconhecido: ninguém sabe o paradeiro do motorista; qual é o paradeiro daquele disco?
Movimento fraco ou crise no comércio: o movimento esta semana foi um paradeiro só.
Etimologia (origem da palavra paradeiro). Do castelhano “paradero”.


Paradeiro é o quinto álbum de estúdio do ex-integrante da banda brasileira Titãs, Arnaldo Antunes.


bookmark_borderO que é inevitável

inevitável | adj. 2 g.
i·ne·vi·tá·vel
adjectivo de dois géneros adjetivo de dois géneros

Impossível de evitar; fatal.


substantivo masculino Aquilo que não se pode impedir: o inevitável ainda está por vir.
adjetivo Que não pode ser evitado nem impedido: a morte é inevitável.
[Informal] Que aparece com frequência: está com seu inevitável amigo.
Etimologia (origem da palavra inevitável). Do latim inevitabilis.e.


Inevitável é o 11º álbum da dupla sertaneja Bruno & Marrone, lançado em novembro de 2003 pela BMG. Seu repertório inclui sucessos como “Vai Dar Namoro”, “Deixa”, “Doce Desejo” (com Claudia Leitte), “Inevitável” e “Será”. Devido ao sucesso no álbum anterior, a canção “Ligação Urbana” foi incluída neste disco, em uma versão inédita ao vivo, gravada no show de aniversário de Mogi das Cruzes, em outubro do mesmo ano.Com o lançamento de Inevitável, o sucesso não só se repetiu, como se ampliou. O primeiro single, “Vai Dar Namoro”, ficou na primeira colocação entre as mais tocadas por sete semanas consecutivas e entre as cinco mais por 24 semanas. A segunda faixa de trabalho, “Deixa”, seguiu o mesmo caminho, e em pouco tempo uma terceira música foi para as rádios, “Será”. Na semana de 22 a 28 de julho, as duas músicas apareciam entre as 25 mais tocadas em São Paulo, segundo o instituto de pesquisa Nopem.
No mesmo período, Inevitável estava em segundo lugar entre os discos mais vendidos na capital paulista. Até mesmo no Rio de Janeiro, cidade sem muita tradição de música sertaneja, Bruno & Marrone apareciam bem, figurando numa ótima nona posição. Somados, Inevitável e Sonhos, Planos, Fantasias, até julho de 2004, venderam mais de um milhão de cópias, sendo 800 mil só do último trabalho da dupla. Segundo a BMG, Inevitável vendeu por mês mais de 70 mil cópias, o que equivale, segundo as novas regras da ABPD, a um disco de ouro a cada 30 dias.O disco superou a marca de 1.000.000 de cópias vendidas, garantindo à dupla seu segundo disco de diamante.