bookmark_borderO que é meninge

meninge | s. f.
me·nin·ge
(grego mênigks, -iggos, membrana )
nome feminino

[Anatomia]   [Anatomia]   Cada uma das três membranas que envolvem o cérebro e a medula espinal .


substantivo feminino Cada uma das três membranas, dura-máter, aracnoide e pia-máter, que, superpostas, recobrem o encéfalo e a medula espinhal.
Ver também: meningite.
Etimologia (origem da palavra meninge). Do francês méninge; pelo grego mênigks.iggos.


Meninges (singular meninge do Grego μῆνιγξ, “membrana”) são o sistema das membranas que revestem e protegem o encéfalo, incluindo o tronco encefálico, e a medula espinhal. As meninges consistem de três camadas: a dura-máter, a aracnoide, e a pia-máter. A função primária das menínges e do líquido cefalorraquidiano é proteger o sistema nervoso inferior.


bookmark_borderO que é língua

língua | s. f. | s. m.
lín·gua
(latim lingua, -ae )
nome feminino

1. [Anatomia]   [Anatomia]   Órgão móvel da cavidade bucal.

2. [Entomologia]   [Entomologia]   Tromba dos insectos lepidópteros.

3. [Linguística]   [Lingüística]   [Linguística]   Sistema de comunicação comum a uma comunidade linguística .

4. [Figurado]   [Figurado]   Estilo de escrita, discurso ou expressão característicos de alguém.

5. Fiel da balança.

6. Parte estreita e comprida de terra banhada lateralmente por água.nome masculino

7. Intérprete ou tradutor.

dar à língua • [Portugal, Informal]   • [Portugal, Informal]   Conversar, falar (ex.: gosta muito de dar à língua).

dar com a língua nos dentes • [Informal]   • [Informal]   Fazer inconfidências; ser indiscreto.

língua afiada • Maledicente; insolente.

língua artificial • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Sistema linguístico criado artificialmente com determinado objectivo e que não se tornou língua materna de nenhum grupo humano, por oposição a língua natural (ex.: o esperanto é uma língua artificial).

língua comum • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Sistema linguístico usado para intercomunicação entre grupos com línguas ou dialectos diferentes, geralmente da mesma família (ex.: a coiné foi a língua comum da Magna Grécia).

Língua que é considerada base de um ramo ou família de línguas (ex.: o latim é a língua comum das línguas latinas).

língua da casa • [Índia]   • [Índia]   • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Língua crioula indo-portuguesa falada em Damão, na Índia.

língua de chegada • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Língua para a qual se quer traduzir um texto ou enunciado. = LÍNGUA-ALVO

língua de fogo • Labareda.

língua de origem • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   O mesmo que língua de partida.

língua de partida • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Língua da qual se quer traduzir um texto ou enunciado. = LÍNGUA DE ORIGEM, LÍNGUA-FONTE

língua de sinais • [Brasil]   • [Brasil]   • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   O mesmo que língua gestual (ex.: língua brasileira de sinais).

língua d’oc • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Conjunto de dialectos falados a Sul do rio Loire, em França, onde oui, sim, se dizia outrora oc.

língua d’oïl • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Conjunto de dialectos falados a Norte do rio Loire, em França, onde oui, sim, se dizia outrora oïl.

língua dos velhos • [Índia]   • [Índia]   • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Língua crioula indo-portuguesa falada em Diu, na Índia.

língua estrangeira • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Língua aprendida pelo falante e que não é nem língua materna nem língua segunda.

língua franca • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Sistema de comunicação usado para estabelecer relações comerciais ou para comunicações básicas, numa comunidade em que coexistem duas ou mais línguas. = LÍNGUA VEICULAR

língua gestual • [Portugal]   • [Portugal]   • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Língua que utiliza sinais com mãos e braços e expressões faciais, usada em comunidades que têm surdos (ex.: língua gestual portuguesa).

língua materna • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Primeira língua que uma pessoa adquire naturalmente ao longo da infância.

língua morta • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Língua que já não é falada naturalmente por uma comunidade linguística .

língua natural • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Sistema linguístico que é língua materna de algum grupo humano e é usado naturalmente como meio de comunicação por indivíduos que a aprenderam, por oposição a língua artificial (ex.: o processamento da língua natural é uma área da inteligência artificial).

língua pendente • [Veterinária]   • [Veterinária]   Defeito da língua do cavalo que traz amiúde a língua fora da boca.

língua segunda • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Língua que não é língua materna, mas que é adquirida pelo falante e usada no quotidiano, normalmente por ser língua oficial ou língua escolar (ex.: muitos falantes de países africanos de língua oficial portuguesa têm o português como língua segunda).

língua veicular • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   O mesmo que língua franca.

língua védica • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Antiga língua indiana, considerada a forma arcaica do sânscrito. = VÉDICO

língua viperina • O mesmo que língua afiada.

língua viva • [Linguística]   • [Lingüística]   [Linguística]   Língua que é falada actualmente .

puxar pela língua • [Informal]   • [Informal]   Fazer alguém dizer mais do que queria ou devia; fazer falar.


substantivo feminino Conjunto dos elementos que constituem a linguagem falada ou escrita peculiar a uma coletividade; idioma: a língua portuguesa.
Sistema de vocabulário e sintaxe usado em determinada época, por certos escritores, em uma ou outra profissão etc.; linguagem: a língua do séc. XVI.
[Anatomia] Órgão composto por músculos, localizado no interior da boca até à faringe, que auxilia na mastigação, degustação, produção de sons, na percepção dos sabores.
[Por Extensão] O que tem forma, aparência ou natureza desse órgão: biscoito língua de gato.
expressão Ter língua comprida. Não guardar segredo, falar demais.
Língua materna. Idioma do local em que se nasce.
Língua morta. Que deixou de ser falada por um povo.
Má língua. Pessoa maldizente, que fala mal dos outros.
Língua solta. Pessoa que fala muito.
Dar com a língua nos dentes. Revelar um segredo, falar indiscretamente.
Dobrar a língua. Falar com mais respeito.
Etimologia (origem da palavra língua). Do latim lingua.ae.


A língua (do latim lingua) é um órgão muscular relacionado ao sentido do paladar, à deglutição dos alimentos e à formação dos fonemas da fala. Fica localizado na parte ventral da boca da maior parte dos animais vertebrados.


bookmark_borderO que é pé

pê | s. m. PE | sigla pé | s. m. Será que queria dizer PE?

(pronúncia da letra p )
substantivo masculino

Nome da letra P ou p.
PE PE
sigla

Sigla do estado brasileiro de Pernambuco.
pé pé
(latim pes, pedis )
substantivo masculino

1. Parte do corpo humano que se articula com a extremidade inferior da perna.

2. Parte final dos membros, especialmente posteriores, dos vertebrados terrestres.

3. Parte que serve para sustentar certos móveis e utensílios.

4. Medida de extensão (= 33 centímetros).

5. Cabo (de utensílio).

6. Haste, tronco, raiz.

7. Pedúnculo, pecíolo.

8. Base, sopé.

9. Resíduo sólido ou pastoso de um líquido acumulado no fundo de um recipiente. = BORRA, FEZES, LIA, SEDIMENTO

10. Último parceiro a quem compete jogar.

11. [Enologia]   [Enologia]   O que fica da uva depois de espremida uma vez.

12. Espelho de um degrau de escada.

13. Pilar.

14. [Figurado]   [Figurado]   Modo, maneira.

15. Estado de um negócio, de uma empresa, de uma negociação (ex.: no pé em que estamos, acho que não haverá acordo).

16. Pretexto, motivo, ocasião.

17. [Encadernação]   [Encadernação]   Parte inferior do livro oposta à cabeça.

18. [Marinha]   [Marinha]   Ponta do cabo com que se vira a vela.

19. [Tipografia]   [Tipografia]   Traço, de maior ou menor dimensão, nas extremidades de alguns tipos de letra. = APOIO, PATILHA, SERIFA

20. [Versificação]   [Versificação]   Conjunto de duas a quatro sílabas que serve para medir o verso grego e o latino.

acordar com os pés de fora • [Portugal, Informal]   • [Portugal, Informal]   Acordar mal-humorado.

ao pé • Junto, perto, próximo (ex.: quem é que se sentou ao pé deles?).

ao pé da letra • Literalmente.

a pé • Andando; dando passos com os próprios pés.

a pé enxuto • Sem molhar os pés.

a pé firme • Sem arredar pé ou sem medo.

a pé quedo • O mesmo que a pé firme.

a pés juntos • De forma agressiva ou grosseira (ex.: foi muito delicado e não quis entrar a pés juntos).

• [Figurado]   • [Figurado]   Com teimosia (ex.: jurava a pés juntos que não tinha sido ele). = OBSTINADAMENTE

atar de pés e mãos • [Figurado]   • [Figurado]   Restringir as possibilidades de acção de uma pessoa.

bater o pé • [Figurado]   • [Figurado]   Agir de modo insistente. = INSISTIR, RECALCITRAR, RESISTIR, TEIMAR

• [Figurado]   • [Figurado]   Fazer frente; demonstrar oposição.

cair de pé • [Figurado]   • [Figurado]   Ser derrotado com dignidade, após ter resistido corajosamente.

com o pé no estribo • Pronto para partir.

com pés de lã • Sorrateiramente, à socapa.

dar com os pés • [Figurado]   • [Figurado]   Abandonar, rejeitar.

• [Figurado]   • [Figurado]   Terminar relacionamento.

de pé • Levantado.

de pé atrás • [Figurado]   • [Figurado]   Com reservas; com desconfiança.

do pé para a mão • [Figurado]   • [Figurado]   Logo; imediatamente; muito facilmente.

em pé • Levantado.

• Na árvore; na planta (ex.: comprar as ervilhas em pé).

em pé de guerra • Armado.

encher o pé • Acertar com o pé em cheio na bola para rematar (ex.: encheu o pé e marcou um golaço).

enfiar o pé na jaca • [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   Ficar embriagado. = EMBEBEDAR-SE

• [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   Entregar-se à diversão, à farra. = ESBALDAR

• [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   Ter um comportamento excessivo ou descontrolado.

ganhar pé • Firmar os pés no fundo da água ficando com a cabeça de fora.

ir num pé e vir/voltar no outro • [Informal, Figurado]   • [Informal, Figurado]   Ir depressa.

meter (o) pé em ramo verde • [Informal, Figurado]   • [Informal, Figurado]   O mesmo que pôr (o) pé em ramo verde.

meter o pé na argola • [Informal, Figurado]   • [Informal, Figurado]   Cometer um erro, fazer asneira.

meter o pé na jaca • [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   O mesmo que enfiar o pé na jaca.

meter os pés na algibeira • [Figurado]   • [Figurado]   Desfrutar.

meter os pés pelas mãos • [Informal, Figurado]   • [Informal, Figurado]   Dizer ou fazer trapalhices.

não ter pé • Ser demasiado fundo para ganhar pé.

passar o pé • Fugir.

pé ante pé • Andando devagarinho, sem fazer ruído. = NA PONTA DOS PÉS

pé cavo • [Medicina]   • [Medicina]   Aquele cujo arco plantar é exagerado. = PÉ CÔNCAVO

pé chato • [Medicina]   • [Medicina]   Deformação do arco longitudinal da planta do pé, de forma a que quase toda a região plantar se apoie no solo.

pé côncavo • [Medicina]   • [Medicina]   O mesmo que pé cavo.

pé de chibau • [Dança]   • [Dança]   Antiga dança popular. = PÉ DE GIBÃO

pé de gibão • [Dança]   • [Dança]   O mesmo que pé de chibau.

pé equino • [Medicina]   • [Medicina]   Pé disforme, quase redondo e que não pode assentar senão sobre a ponta.

pé plano • [Medicina]   • [Medicina]   O mesmo que pé chato.

perder (o) pé • Não achar fundo.

• [Figurado]   • [Figurado]   Ficar desnorteado.

pés da cama • Lado da cama correspondente à zona onde habitualmente ficam os pés, por oposição à cabeceira.

pisar aos pés • Desatender, desprezar, humilhar.

pôr (o) pé em ramo verde • [Informal, Figurado]   • [Informal, Figurado]   Agir de modo destemido ou descuidado, com total liberdade (ex.: poucas vezes o deixaram pôr o pé em ramo verde). = METER (O) PÉ EM RAMO VERDE, PISAR EM RAMO VERDE

pôr o pé na argola • [Informal, Figurado]   • [Informal, Figurado]   O mesmo que meter o pé na argola.

pôr o pé na jaca • [Brasil, Informal]   • [Brasil, Informal]   O mesmo que enfiar o pé na jaca.

pôr-se em pé • Levantar-se.

tomar pé • Ganhar pé.


substantivo masculino Parte terminal do membro inferior que assenta no chão.
Designação da pata, falando-se de animais.
Parte inferior de algo sobre a qual descansa o seu peso; base: pé de mesa.
[Figurado] Circunstância em que se encontra algo: em que pé anda o trabalho?
[Botânica] Parte do tronco ou do caule de um vegetal que mais se aproxima do solo; o próprio vegetal: dez pés de roseiras.
Parte da cama oposta à cabeceira.
Cada uma das unidades que compõe um par de sapatos ou de meias.
Cada uma das unidades métricas do verso quantitativo: verso de seis pés.
Unidade de comprimento divisível em doze polegadas, de extensão variável conforme o país; no Brasil corresponde a 0,3248.
[Poética] Linha de texto poético na literatura oral dos cantadores brasileiros.
[Zoologia] Órgão rastejador musculoso e mole dos moluscos.
locução adverbial Pé ante pé. De modo lento, devagar; cautelosamente.
Etimologia (origem da palavra ). Do latim pes, pedis.


Em anatomia, o pé é a extremidade dos membros dos animais terrestres que assenta no solo. No homem e outros bípedes, o termo se aplica apenas à parte final das extremidades inferiores. O pé tem 26 ossos.
O pé dos mamíferos divide-se em três partes:

Tarso – a parte superior, que liga com os ossos da perna;
Metatarso – a parte mediana; e
Dedos – o número básico é de cinco dedos que normalmente se encontram virados para a parte dianteira do animal, mas nos ungulados, é a ponta dos dedos (que geralmente estão reduzidos em número e composição) que assenta no solo.Existem ainda outros termos para designar vulgarmente algumas partes do pé:

“Planta do pé” – a parte do pé dos bípedes que assenta no solo; é formada pelo calcanhar e pela face inferior dos ossos metatarsais e das falanges e é coberta por pele mais espessa do que no resto do corpo;
O calcanhar é a expressão vulgar para o osso calcâneo;
O tornozelo é a articulação do pé com a perna.A principal função do pé em vertebrados terrestres é locomoção . Existem três tipos de postura de pé em mamíferos: (1) plantígrada , no qual a superfície de todo o pé toca no chão durante a locomoção, (2)digitígradas , em que apenas as falanges (dedos) tocar o solo, enquanto que o tornozelo e pulso são elevados, (3) unguligrade, em que apenas um casco (a ponta de um ou dois dígitos) toca no chão, uma especialização da execução animais (por exemplo, cavalos , veados).


bookmark_borderO que é polegar

polegar | s. m. | adj. 2 g. s. m.
po·le·gar
(latim pollicaris, -e, relativo a dedo polegar )
nome masculino

1. Dedo mais grosso e curto da mão. = DEDO POLEGAR, PÓLEX, PÓLICE

2. Primeiro e mais grosso dedo do pé. = DEDO POLEGAR, DEDÃO, HÁLUX

3. [Agricultura]   [Agricultura]   Pequena vara cuja poda deixou só com um, dois ou três olhos.adjectivo de dois géneros e nome masculino adjetivo de dois géneros e nome masculino

4. Diz-se do dedo mais grosso da mão ou do pé.


substantivo masculino O dedo mais grosso e mais curto da mão, oposto aos outros quatro dedos, no homem e nos primatas.
O dedo mais grosso do pé.


O polegar é o dedo (ou primeiro quirodáctilo) mais importante dos hominídeos – é completamente oponível aos outros dedos, o que significou uma aquisição evolutiva que permitiu a estes animais a utilização de instrumentos, com os quais podem mais facilmente defender-se e modificar o meio ambiente para melhor sobreviverem (Edgar Morin, no seu “O Paradigma Perdido” se refere à dialéctica “pé – mão – cérebro”).
Este dedo é formado por três ossos:

Primeiro metacarpal, que articula com o grande multiangular ou trapézio do carpo;
Falange proximal; e
Falange distal.O polegar pode realizar uma rotação de 90º, ficando perpendicular à “palma” da mão, enquanto que os outros dedos conseguem apenas um ângulo de 45º (aproximadamente). Estes movimentos são da responsabilidade de 8 músculos, cujos nomes em latim são:

opponens pollicis
abductor pollicis brevis
flexor pollicis brevis
adductor pollicis
flexor pollicis longus
abductor pollicis longus
extensor pollicis brevis
extensor pollicis longusOs primeiros 4 são músculos intrínsecos da mão e os 3 primeiros formam a eminência tenar, enquanto que os restantes têm origem no antebraço. Os tendões do extensor pollicis longus e do extensor pollicis brevis formam a “caixinha do rapé” (que, nos tempos em que se aspirava rapé, servia efectivamente para ali colocar uma porção e levá-la ao nariz), onde se pode palpar a artéria radial e os ossos escafóide e trapézio.


bookmark_borderO que é mama

mamã | s. f. mama | s. f. 3ª pess. sing. pres. ind. de mamar 2ª pess. sing. imp. de mamar Será que queria dizer mamã?
ma·mã
(origem controversa, talvez de origem afectiva )
nome feminino

[Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]   Designação usada pelos filhos para se referirem à mãe.
ma·ma ma·ma
(latim mamma, -ae )
nome feminino

1. [Anatomia]   [Anatomia]   Órgão glandular dos mamíferos que segrega o leite, geralmente atrofiado nos machos e segregador de leite na mulher e nas fêmeas dos outros mamíferos. = GLÂNDULA MAMÁRIA, TETA, ÚBERE

2. Cada uma das saliências no tórax da mulher, onde se situam as glândula mamárias. = PEITO, SEIO

3. Leite materno ou da ama que as crianças sugam durante a amamentação.

4. Acto de mamar. = MAMADURA

5. Duração de cada acto de mamar. = MAMADURA

6. [Popular]   [Popular]   Período da amamentação.

7. Emprego lucrativo e sem grande esforço. = CONEZIA, SINECURA, TACHO, TETA, VENIAGA

andar à mama • Parasitar, viver à custa alheia.

querer mama • [Popular]   • [Popular]   Querer colo ou protecção .

• O mesmo que andar à mama.
ma·mar ma·mar – Conjugar
(latim mammo, -are )
verbo transitivo e intransitivo

1. Fazer movimentos com os lábios e a língua para fazer entrar um líquido na boca. = CHUPAR, SUGAR

2. Sugar o leite da mama ou do biberão . = CHUCHAR, LACTAR

3. [Figurado]   [Figurado]   Aprender ou adquirir na infância.verbo transitivo

4. [Informal]   [Informal]   Ingerir, geralmente em grandes quantidades e com avidez. = DEVORAR, EMBORCAR

5. [Informal]   [Informal]   Ficar indevida ou abusivamente com alguma coisa. = CHULAR

6. [Informal]   [Informal]   Enganar, ludibriar.

7. [Calão]   [Tabuísmo]   Praticar sexo oral. = CHUPAR


feminino Parte glandular do peito da mulher e das fêmeas dos animais, a qual serve para a secreção e excreção do leite.
Leite, que as crianças sugam do seio da mãe ou da ama.
[Antigo] O mesmo que mama-de-mulher.
(Lat. mamma).
[Dicionário Candido de Figueiredo, 1913].


As mamas (conhecidas popularmente também como seios ou peitos nos humanos e tetas nos demais animais), são a parte do corpo feminino de um mamífero que é responsável pela produção de leite para os bebês em seus primeiros meses de vida, para ajudar no desenvolvimento do bebê.


bookmark_borderO que é polifiodonte

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição. politicante molificante policitante (norma brasileira)
Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.


adjetivo [Zoologia] Diz-se do animal que tem mais de uma dentição.
Etimologia (origem da palavra polifiodonte). Poli + do grego phýo + odonte.
substantivo masculino Esse animal.


Um polifiodonte é qualquer animal cujos dentes são continuamente substituídos. Diferentemente dos difidodontes que são caracterizados por ter apenas dois conjuntos sucessivos de dentes. Os polifodontes incluem a maioria dos peixes dentados, muitos répteis, como crocodilos e lagartixas, e a maioria dos outros vertebrados, sendo os mamíferos a principal exceção.


bookmark_borderO que é perna

perna | s. f.
per·na |é| per·na |é|
(latim perna, -ae )
substantivo feminino

1. [Anatomia]   [Anatomia]   Cada um dos dois membros inferiores ou posteriores do corpo animal.

2. [Anatomia]   [Anatomia]   Cada um dos dois membros inferiores do corpo humano.

3. [Anatomia]   [Anatomia]   Parte dos membros inferiores humanos que vai do joelho até ao pé.

4. Qualquer das hastes ou prolongamento de uma coisa bifurcada em ramos ou em linhas.

5. [Tipografia]   [Tipografia]   Haste das letras maiúsculas.

6. Cada um dos torcidos que constituem um cabo.

7. [Construção]   [Construção]   Cada um dos dois lados que assentam na linha da asna (são os lados iguais do triângulo).

8. [Portugal: Minho]   [Portugal: Minho]   Bebedeira.

à perna solta • [Informal]   • [Informal]   Descansadamente, à vontade.

com uma perna às costas • [Informal]   • [Informal]   Com muita facilidade.

cortar as pernas a • [Informal]   • [Informal]   Retirar a liberdade ou a capacidade de agir (ex.: queriam fazer um piquenique, mas o tempo cortou-lhes as pernas).

dar à perna • [Informal]   • [Informal]   O mesmo que dar às pernas.

• [Informal]   • [Informal]   Bailar.

dar às pernas • [Informal]   • [Informal]   Andar depressa ou andar muito.

• [Informal]   • [Informal]   Correr ou fugir. = DAR À(S) CANELA(S), DAR AOS CALCANHARES, DAR ÀS TRANCAS

encanar a perna à rã • [Portugal, Informal]   • [Portugal, Informal]   Fingir que se trabalha ou demorar muito na execução de uma tarefa (ex.: essas reuniões só servem para encanar a perna à rã). = EMPATAR, MANDRIAR

passar a perna a alguém • [Informal]   • [Informal]   Excedê-lo, levar-lhe vantagem.

ter à perna • [Informal]   • [Informal]   Ser perseguido ou incomodado por algo ou alguém (ex.: já tiveram dois fiscais à perna).

ter pernas para andar • [Informal]   • [Informal]   Ter todas as condições para ser bem-sucedido (ex.: o projecto tem pernas para andar).


substantivo feminino Parte dos membros inferiores (no corpo humano) compreendida entre o joelho e o pé. (O esqueleto da perna é formado da tíbia e do perônio.).
O membro inferior inteiro.
Cada um dos membros locomotores dos animais.
Haste de uma coisa bifurcada: as pernas do compasso.
Haste de uma letra maiúscula: as pernas de um A.
Construção. V. ASNA.
Perna mecânica, aparelho de prótese cirúrgica que substitui a perna amputada.
Dar às pernas, fugir.
Estirar as pernas, espairecer, passear.
Com uma perna às costas, com muita facilidade.
Passar a perna em alguém, passar-lhe à frente; lográ-lo; enganá-lo.
Trocar pernas, andar à toa, passear.


Na linguagem vulgar, as pernas são os órgãos de locomoção de muitos tipos de animais, também chamados “patas” e são geralmente em número par. Nos vertebrados são normalmente designados “membros”.
Por extensão, no português, utiliza-se o termo perna para indicar a parte de qualquer objeto que assenta num suporte (cadeira, mesa, etc.), como na expressão perna da mesa.


bookmark_borderO que é mão

mão | s. f.
mão
(latim manus, -us )
substantivo feminino

1. Extremidade do braço humano a partir do pulso, que serve para o tacto e apreensão dos objectos .

2. Pé dianteiro do quadrúpede.

3. Pé de rês (depois de cortado).

4. Garra (da ave de rapina).

5. [Desporto]   [Esporte]   Falta cometida por um jogador de futebol que toca deliberadamente a bola com essa parte do corpo.

6. Lado indicado por cada uma das mãos (ex.: mão direita, mão esquerda).

7. Lado (geralmente o direito) em que deve circular quem guia um veículo ou segue a pé em determinado sentido.

8. Parte por onde se segura, maneja ou governa um instrumento, um utensílio, etc. = CABO, PEGA

9. Faculdade de ser o primeiro a fazer ou dizer uma coisa.

10. Conjunto de cartas lançadas numa vaza ou valor das cartas de um jogador.

11. Parceiro que primeiro joga numa partida.

12. Lanço completo de jogo.

13. Camada (de tinta, cal, verniz, etc.) que estende numa superfície. = DEMÃO

14. Medida, tomada com a mão aberta, que vai da extremidade do dedo polegar à ponta do dedo mínimo. = PALMO

15. Medida, equivalente a meio palmo, tomada pela largura da mão com os dedos unidos. = MÃO-TRAVESSA

16. Grupo de cinco objectos .

17. [Artes gráficas]   [Artes gráficas]   Conjunto de 25 folhas (ex.: uma resma tem vinte mãos de papel).

18. O que cabe na mão. = MANCHEIA, MÃO-CHEIA, PUNHADO

19. Pequeno feixe que cabe na mão. = MANOLHO, MANOJO

20. Modo de operar ou trabalhar (ex.: nota-se aqui uma mão profissional). = ESTILO, MANEIRA

21. Direito ou força de mandar (ex.: mão forte). = AUTORIDADE, MANDO, PODER

22. Auxílio; socorro (ex.: nenhuma mão o ajudou).

23. Patrocínio, favor.

24. Domínio, posse (ex.: o carro mudou de mão).

25. Sorte, felicidade com que se escolhe (ex.: ele tem mão para isto).

26. Carda miúda (para panos).

27. Gavinha.

28. Pilão de um almofariz.

29. [Marinha]   [Marinha]   Haste mais curta de um madeiro angular. (Também se diz mão da curva.)

abrir mão de • Renunciar ou desistir de algo (ex.: não vamos abrir mão dos nossos princípios).

à mão • Perto ou ao alcance da mão.

• Com as mãos ou sem uso de máquinas ou dispositivos automáticos. = MANUALMENTE

à mão de semear • [Informal]   • [Informal]   Perto ou ao alcance da mão; de fácil acesso.

às mãos lavadas • Sem dificuldade.

assentar a mão • Habituar-se a um trabalho ou operação; tornar-se desembaraçado. = ADESTRAR-SE

com a mão do gato • Sorrateiramente.

com as mãos vazias • O mesmo que de mãos vazias.

dar a/uma mão • Ajudar (ex.: fomos dar uma mão ao pessoal da associação).

dar de mão • Abandonar.

de mão lavada • De graça, gratuitamente.

de mão(s) na cinta • O mesmo que de mão(s) na ilharga.

de mão(s) na ilharga • Com soberba; com modos arrogantes.

de mãos vazias • Sem nada para dar ou propor; com as mãos vazias (ex.: saiu da reunião de mãos vazias).

deitar a mão a • Agarrar, apoderar-se.

deixar da mão • Parar de incomodar (ex.: eu queria despachar-me e ele não me deixava da mão). = LARGAR DA MÃO

em primeira mão • Novo (ex.: nunca teve um carro em primeira mão).

• Pela primeira vez; antes de outros publicarem ou divulgarem (ex.: notícia em primeira mão; o canal anunciou em primeira mão a demissão do ministro).

em segunda mão • Já usado.

estar com as mãos na massa • Ocupar-se de um assunto; estar a trabalhar (na coisa de que se trata).

falar à mão • Interromper (a quem fala ou trabalha).

fazer mão baixa em • Roubar.

fora de mão • Muito longe; desviado.

ir à mão de • Repreender; contrariar.

lançar mão de • Servir-se de. = USAR, UTILIZAR

largar da mão • [Portugal, Informal]   • [Portugal, Informal]   Parar de incomodar (ex.: larga-me da mão porque tenho muito trabalho). = DEIXAR DA MÃO

lavar as mãos • Eximir-se de toda a responsabilidade.

mão de ferro • Opressão; tirania.

• Severidade no modo de governar.

mão de mestre • Mão prática; mão bem exercitada.

mão de pilão • [Informal]   • [Informal]   Falta de habilidade com as mãos, principalmente na execução de trabalhos manuais ou artesanais.

mão de rédea • Governo de cavalo (pelo freio).

mão morta • A que se deixa mover à vontade por outra. (Confrontar: mão-morta.)

mão na roda • [Brasil]   • [Brasil]   Ajuda oportuna.

mãos de anéis • Mãos mimosas.

mãos limpas • Integridade.

mãos postas • Mãos erguidas para rezar ou suplicar.

mão única • [Brasil]   • [Brasil]   Circulação só permitida num dos sentidos de uma rua ou estrada. = SENTIDO ÚNICO

meter a(s) mão(s) na massa • [Informal]   • [Informal]   Lançar-se a um trabalho; participar na realização de algo.

não ter mãos a medir • [Informal]   • [Informal]   Estar muito ocupado.

pedir a mão • Pedir em casamento.

pôr a(s) mão(s) no fogo • Responsabilizar-se por ou não ter quaisquer dúvidas em relação a algo ou alguém.

por baixo de mão • Às escondidas.

ter mão em • Controlar; suster.

vir às mãos • Lutar, combater.

untar as mãos a • Corromper alguém com dinheiro ou dar gorjeta ou gratificação para obter favores.Plural: mãos. Plural: mãos.


substantivo feminino [Medicina] Sigla da enzima monoaminoxidase, que age no metabolismo da serotonina, importante fator nos distúrbios do humor.


A mão é a parte final de cada extremidade superior (ou braço), principalmente nos mamíferos primatas e bípedes, mas também se usa esse termo e os nomes de muitos dos seus constituintes para designar os órgãos equivalentes em muitos vertebrados (as extremidades dos membros anteriores) e mesmo em alguns invertebrados, como nas pinças de alguns artrópodes, como os caranguejos.


bookmark_borderO que é dedo

dedo | s. m.
de·do |ê| de·do |ê|
(latim digitus, -i )
substantivo masculino

1. Cada um dos prolongamentos articulados que terminam as mãos e os pés do homem e as extremidades de outros animais.

2. Parte da luva que cobre o dedo.

3. Medida equivalente à grossura de um dedo.

4. Pequena quantidade.

5. [Figurado]   [Figurado]   Habilidade.

6. Poder dirigente.

7. Antiga medida correspondente a oito linhas (0,0172 m).

a dois dedos de • Muito perto de.

dedo de mestre • Mão hábil.

dedo anular • Quarto dedo da mão, contado a partir do polegar, no qual se usam geralmente os anéis. = ANULAR, SEU-VIZINHO

dedo indicador • Segundo dedo da mão, contado a partir do polegar. = FURA-BOLOS, INDICADOR, ÍNDEX, ÍNDICE

dedo médio • Terceiro dedo da mão, contado a partir do polegar. = MÉDIO,PAI-DE-TODOS

dedo mindinho • O mesmo que dedo mínimo.

dedo mínimo • Quinto dedo da mão ou do pé, contado a partir do polegar, geralmente o mais fino. = AURICULAR, DEDO MINDINHO, MINDINHO

dedo polegar • Primeiro e mais grosso dedo da mão, composto por duas falanges, oponível aos restantes dedos. = MATA-PIOLHOS, POLEGAR, PÓLEX, PÓLICE

• Primeiro e mais grosso dedo do pé. = DEDÃO, POLEGAR

ficar a chuchar/chupar no dedo • [Informal]   • [Informal]   Ser enganado ou decepcionado ; não conseguir o pretendido.

pôr o dedo na chaga • O mesmo que pôr o dedo na ferida.

pôr o dedo na ferida • Mostrar o ponto fraco ou acertar no ponto mais importante.


substantivo masculino Cada um dos prolongamentos distintos e articulados que terminam a mão e o pé do homem, e os membros de outros animais.
Cada uma das partes da luva correspondente a um dedo.
Dedo anular, aquele em que habitualmente se usa anel, sobretudo a aliança.
Dedo auricular, o menor dos dedos da mão; O mesmo que dedo mínimo (pop., mindinho ou minguinho).
Dedo índex ou indicador, o que está entre o polegar e o médio (assim chamado porque é com ele que habitualmente se aponta ou se indica alguma coisa).
Dedo médio, o que está no meio.
Dedo polegar (pólex ou pólice), o primeiro, o mais grosso dos dedos da mão (pop.: mata-piolho).
Cheio de dedos, confuso, embaraçado.
Pôr o dedo na ferida, indicar ou reconhecer o ponto vulnerável.
Contar pelos dedos, fazer cálculos com muito vagar.


Os dedos são as extremidades dos membros dos mamíferos, mas também se dá este nome a alguns artículos dos apêndices de muitos artrópodes e de outros pequenos animais.
Nos mamíferos, o número básico de dedos em cada membro é de cinco, mas muitas espécies perderam alguns deles no decurso da evolução – os perissodátilos, por exemplo, têm um número ímpar de dedos (os cavalos e outros equídeos tem um único dedo e os rinocerontes têm três) e os artiodátilos têm um número par. Nestes animais, os dedos são formados por dois ou três ossos, chamados falanges.
Por outro lado, a malformação da mão ou do pé pode dar origem a um número de dedos diferente do normal:

a polidactilia é o caso em que se formam dedos supranumerários;
a microdactilia é o caso em que se formam menos dedos que o normal; e
a sindactilia é o caso em que se formam dedos unidos, quer pela pele (caso em que podem ser separados por cirurgia), quer pela fusão de dois ou mais ossos.As extremidades exteriores dos dedos são protegidas por unhas, que podem ter a forma de garras ou cascos. Um filósofo da Antiga Grécia proclamou as seguintes palavras no alto de uma colina:” Meu dedo tem a passagem”, seguida de aplausos de seus seguidores ele encerrou-se ali sua jornada de muita sabedoria.


bookmark_borderO que é fúrcula

fúrcula | s. f.
fúr·cu·la
(latim furcula, -ae, forcado pequeno )
nome feminino

1. Estrutura em forma de forquilha.

2. [Ornitologia]   [Ornitologia]   Osso em forma de forquilha pequena, que corresponde, no esqueleto das aves, à fusão das duas clavículas; osso da sorte.

3. [Entomologia]   [Entomologia]   Apêndice bifurcado no abdómen de alguns insectos que serve para eles se impulsionarem e saltarem. = FURCA

fúrcula do esterno • [Anatomia]   • [Anatomia]   Chanfradura côncava na parte superior do esterno.


substantivo feminino [Biologia] Apêndice ou estrutura bifurcada, especificamente osso bifurcado em frente do esterno das aves, que consiste essencialmente nas duas clavículas anquilosadas nas suas extremidades médias ou inferiores e que, nas aves domésticas, têm muitas vezes, no ponto médio de união, uma grande apófise achatada.
[Anatomia] Designação da porção proximal do esterno, situada entre as clavículas; forquilha.
Embr Eminência em forma de ferradura na laringe embriônica e que limita, adiante e dos lados, a abertura faríngea.
[Entomologia] Cada um de vários apêndices dos insetos, especificamente o apêndice saltador bifurcado que ressai do quarto segmento abdominal.
Etimologia (origem da palavra fúrcula). Do latim furcula.


A fúrcula (também conhecida por “osso da sorte” ou osso do peito) é um osso bifurcado encontrado em aves e dinossauros terópodes, formado pela fusão das duas clavículas. Nas aves tem como função reforçar o esqueleto torácico para que possa suportar os rigores do voo.
Os seguintes terópodes apresentam fúrculas: Aves, Dromaeosauridae, Oviraptor, Tyrannosaurus, Troodon, Coelophysis, Allosaurus.