bookmark_borderO que é recompensa

recompensa | s. f. 3ª pess. sing. pres. ind. de recompensar 2ª pess. sing. imp. de recompensar
re·com·pen·sa
substantivo feminino

1. Acto ou efeito de recompensar.

2. Prémio dado em reconhecimento de um serviço, favor ou boa acção ; prémio , galardão.

3. Indemnização; compensação; castigo.

em recompensa • Como sinal de gratidão.
re·com·pen·sar re·com·pen·sar – Conjugar
(latim tardio recompenso, -are )
verbo transitivo

1. Dar recompensa a (ex.: o clube recompensou o jogador com a renovação do contrato). = PREMIAR, REMUNERAR ≠ ACOIMAR, CASTIGAR, PUNIR

2. Reconhecer, retribuir (ex.: a empresa recompensará o esforço dos colaboradores). ≠ DESCONSIDERAR, DESPREZAR, IGNORAR

3. Compensar (ex.: a vitória recompensou o trabalho árduo).

4. [Pouco usado]   [Pouco usado]   Atribuir castigo ou punição a. = CASTIGAR, PUNIR


substantivo feminino Ação ou efeito de recompensar; prêmio, retribuição.
Presente dado como reconhecimento por uma boa ação; prêmio.
Oferta em retribuição a algo, para compensar um prejuízo ou para reparar uma atitude; indenização, restituição.
[Por Extensão] Pagamento oferecido em retribuição às informações ou pistas apresentadas, que ajudaram na captura de um bandido ou pela restituição de algo perdido ou roubado: ofereceu um carro como recompensa para quem encontrasse seu cão.
Etimologia (origem da palavra recompensa). Forma Regressiva de recompensar.


Recompensa é o reconhecimento de um ato louvável, conseguir algo bom por fazer uma dada tarefa. É o oposto da punição.Ideias como o risco e a recompensa, recompensa e castigo são baseadas na ideia de que as pessoas fazem as coisas, ou deixam de fazer coisas, para obter recompensas. Em psicologia, existe a ideia de que o treinamento de condicionamento e emoções (fatores afetivos) são muito mais importantes do que as recompensas ou punições dadas por outros.
A recompensa pode ser em coisas materiais (dinheiro, comida etc.), ou em comendas especiais, palavras, doações, carícias ou incentivos. A recompensa é ainda parcialmente sentida por uma apreciação do desempenho através da reação (aplausos) do público numa boa exibição de peça teatral, por exemplo.
As recompensas podem, ainda, ser classificadas em intrínsecas e extrínsecas. Numa organização, como é o caso de uma empresa, as primeiras referem-se ao salário base, a incentivos, benefícios sociais ou símbolos de estatuto. Quanto às segundas, correspondem a recompensas que decorrem do próprio trabalho quanto ao sentido de gratificação que o mesmo dá ao praticante.
Uma forma especial de recompensa é a recompensa pública ou privada oferecida para provas de crimes que levem à prisão de um delinquente. Esta recompensa sob a forma de dinheiro é, geralmente, anunciada em cartazes.

Na tentativa de capturar criminosos e outras pessoas com más intenções, o governo oferece dinheiro para muitas pessoas. Esse dinheiro é dado a pessoas que possam capturar o criminoso, ou dar informações que ajudem a polícia a capturá-lo. Por exemplo, após a rebelião Eureka Stockade em Ballarat, em Victoria, na Austrália, em 1854, o governo ofereceu uma grande recompensa de 400 libras para a captura das pessoas que haviam iniciado a rebelião.
Mas também existem as recompensas para a localização de um item perdido ou roubado.
O condicionamento clássico dos animais também é fruto de recompensas. Com este tipo de formação, se premia principalmente através de alimentos.


bookmark_borderO que é punição

punição | s. f. derivação fem. sing. de punir
pu·ni·ção
(latim punitio, -onis )
nome feminino

1. Acto ou efeito de punir.

2. Castigo que se impõe a alguém.

3. Pena imposta por juiz.

4. [Figurado]   [Figurado]   Qualquer coisa desagradável ou difícil de fazer (ex.: cozinhar é uma punição para ela). = CASTIGO
pu·nir pu·nir – Conjugar
(latim punio, -ire )
verbo transitivo e pronominal

1. Infligir pena a; servir de castigo; dar castigo a. = CASTIGARverbo intransitivo

2. [Popular]   [Popular]   Lutar em defesa; esforçar-se por vingança.


substantivo feminino Pena; condenação imposta por um juiz à pessoa que cometeu um crime.
Castigo; recriminação feita a alguém: punição infantil.
[Figurado] O que é insuportável; ação de se submeter a algo muito desagradável: o exame demorado se tornou uma punição.
Etimologia (origem da palavra punição). Do latim punitio.onis.


A punição é um processo no qual reduz-se a probabilidade de determinada resposta voltar a ocorrer através da apresentação de um estímulo aversivo, ou a retirada de um estímulo positivo após a emissão de determinado comportamento indesejado numa terapia comportamental. A teoria comportamental, antes de mais nada, foi uma das primeiras teorias psicológicas a reconhecer os efeitos indesejados da punição no sentido popular do termo, e prescrever alternativas científicas para controle e manipulação de comportamentos nocivos à saúde, indesejáveis e/ou ampliar nossa capacidade de ensino-aprendizagem com a reflexão e experimentos que produziu sobre esse processo.
Na perspectiva da terapia comportamental, a palavra “punição” está apenas vagamente relacionada ao seu uso cotidiano. Segundo Hall, a punição se refere ao procedimento de fazer seguir, a um comportamento, uma consequência que diminua sua força ou probabilidade futura de ocorrência. Assim, qualquer evento que diminua a força de um comportamento precedente é chamado de evento punitivo.

Para Skinner (1904-1990), a punição é facilmente confundida com o “reforço negativo”, e algumas vezes chamado de “controle adversativo”. Os mesmos estímulos são usados e o reforço negativo pode ser definido como a punição por não agir. Porém a punição visa a remover um comportamento, ao passo que o reforçamento negativo gera comportamentos.


bookmark_borderO que é condicionamento

condicionamento | s. m. derivação masc. sing. de condicionar
con·di·ci·o·na·men·to
(condicionar + -mento )
nome masculino

1. Acto ou efeito de condicionar.

2. Conjunto das condições ou circunstâncias em que um facto se realiza.

4. [Psicologia]   [Psicologia]   Associação de um estímulo a uma reacção , através da repetição.
con·di·ci·o·nar con·di·ci·o·nar – Conjugar
(latim conditio, -onis, condição + -ar )
verbo transitivo

1. Tornar dependente de condição.

2. Ser condição de algo ou pôr como condição de algo.

3. Pôr ou impor condições, normar, restrições, limites ou modo de agir.

4. Influenciar ou determinar alguma coisa.

5. [Psicologia]   [Psicologia]   Associar um estímulo a uma reacção , através da repetição.

6. Arrumar ou guardar de determinada forma dentro de um espaço. = ACONDICIONAR

7. Fazer a dessecação de algo.verbo transitivo e pronominal

8. Adaptar ou adaptar-se a alguma coisa.


substantivo masculino Ação de condicionar, de providenciar o necessário para a realização de alguma coisa: condicionamento de verbas para o projeto.
Reunião das condições por meio das quais uma ação é realizada; circunstâncias.
[Psicologia] Associação por repetição de um estímulo a uma reação não natural, fazendo com que esse estímulo passe a provocá-la sempre.
[Psicologia] Processo através do qual uma resposta é causada por um estímulo, diferentemente do que aconteceria naturalmente.
Etimologia (origem da palavra condicionamento). Condicionar + mento.


Condicionamento é a ação de condicionar, de providenciar o necessário para a realização de alguma coisa: condicionamento de verbas para um projeto, por exemplo. É a reunião das condições por meio das quais uma ação é realizada; circunstâncias. Em psicologia, é a associação por repetição de um estímulo a uma reação não natural, fazendo com que esse estímulo passe a provocá-la sempre. É o processo através do qual uma resposta é causada por um estímulo, diferentemente do que aconteceria naturalmente. Refere-se a dois fenômenos de aprendizagem distintos:

condicionamento clássico e
condicionamento operante.